A espiritualidade sacerdotal como modelo de vida interior (22/08/20)

Disse certa vez São Vicente de Paulo, em uma de suas conferências aos membros da Congregação da Missão: “Nada de maior existe que um padre, a quem dá Nosso Senhor todo poder sobre seu corpo natural e sobre o corpo místico, o poder de perdoar os pecados, etc. Ó Deus! Que poder! Ó! Que dignidade! Esta consideração nos obriga a servir este estado tão santo e sublime”.

Para Santo Afonso de Ligório, o sacerdote é o templo de Deus, tão alta é a sua dignidade. Se é verdade que, sendo a santidade produzida pela graça de Deus e a adequada colaboração dos homens com ela, o sacerdote deve ter uma vida irrepreensível devido às graças superiores que lhe são dispensadas, também é verdade que devemos, os simples fiéis, tomar seu exemplo e, à medida das nossas limitações de estado, oferecer também boas disposições à graça divina, a fim de realizar aquele mandamento que Nosso Senhor nos deixou: “sede perfeitos como vosso Pai é perfeito”. Assim, o estudo da espiritualidade sacerdotal visa mover-nos a uma atitude mais reverente para com os ministros de Cristo e, tomando-os como exemplos, a uma vida interior mais séria, generosa e frutuosa.

Áudio da aula

 

Slides

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *