Deveres do Congregado Mariano

A vida do Congregado há de ser, primeiramente, a vida do bom Cristão: vida de fé ardente e incondicional e de obras inteiramente conformes à fé e a moral cristã. Há de ser a vida do filho amoroso da Santa Igreja de Deus, louvando o que ela louva e reprovando o que ela reprova, sentindo como ela sente, procedendo com desassombro na vida pública e particular como filho obediente, fiel, ardorosamente leal à tão Santa Mãe, e, finalmente, defendendo-a em toda parte dos ataques dos inimigos, com o mesmo brio com que defenderia o nome e a honra de sua mãe.

 

Todos os dias

  1. Fazer a oração da manhã;
  2. Fazer ao menos 15 minutos de meditação;
  3. Se possível, assistir a Missa e comungar, fazendo atos de reparação e ação de graças, não esquecendo a oração pelo clero;
  4. Fazer o sinal da Cruz antes e depois das refeições;
  5. Entregar-se às suas ocupações diligentemente e com reta intenção;
  6. Rezar ao menos um Terço do Santo Rosário, piedosamente;
  7. Passando diante das igrejas, fazer o sinal da cruz;
  8. Saudar os congregados e sacerdotes com “Salve Maria!”;
  9. Evitar todas as ocasiões de pecado, mesmo venial, e recomendar-se constantemente a Deus;
  10. Marcar no tesouro espiritual os atos de piedade diários;
  11. Antes de deitar, fazer as orações da noite, principalmente o exame de consciência.

 

Todas as semanas

  1. Assistir ao menos no Domingo à Santa Missa e fazer sua comunhão com devoção;
  2. Assistir a reunião semanal da Congregação;
  3. Nas sextas-feiras, fazer abstinência de carne;
  4. Rezar ao menos no sábado o Ofício da Imaculada Conceição;
  5. Dedicar algumas horas de seu tempo ao Apostolado, dedicando-se a algum serviço para a maior glória de Deus (Academias, seções da CM, catecismo, obras de caridade, etc);
  6. Fazer ao menos 30 minutos de visita ao Santíssimo Sacramento;
  7. Conferir o calendário para a semana e esforçar-se para honrar as festividades da semana (Novenas, tríduos, solenidades, etc).

 

Todos os meses

  1. Confessar-se a cada quinze dias, ou ao menos uma vez por mês;
  2. Participar da Reunião Ordinária da Congregação;
  3. Participar da Comunhão Geral da Congregação, informando-se da intenção;
  4. Participar do Recolhimento mensal
  5. Entregar o Tesouro Espiritual ao Padre Diretor;
  6. Rezar todos os dias pela intenção mensal e honrar o santo do mês, rezando sobretudo pelo papa e pelo triunfo da Igreja e do Imaculado Coração de Maria;
  7. Rezar pelo padre diretor e pela Congregação Mariana;
  8. Fazer a Hora Santa, sozinho ou juntamente com a Congregação;
  9. Prestar contas, na medida das possibilidades, do Tributo;
  10. Conferir e preparar-se para as festividades do mês do calendário.

 

Todos os anos

  1. Fazer ao menos um retiro espiritual fechado como manda a regra junto aos demais congregados.
  2. Fazer a confissão geral do ano.
  3. Participar da(s) assembléia(s) convocadas pela diretoria
  4. Renovar sua Consagração a Nossa Senhora na Congregação Mariana.
  5. Dedicar-se diligentemente no serviço da Santa Igreja Católica Romana