Vida e deveres do Congregado Mariano

A vida do Congregado há de ser, primeiramente, a vida do bom Cristão: vida de fé ardente e incondicional e de obras inteiramente conformes à fé e a moral cristã. Há de ser a vida do filho amoroso da Santa Igreja de Deus, louvando o que ela louva e reprovando o que ela reprova, sentindo como ela sente, procedendo com desassombro na vida pública e particular como filho obediente, fiel, ardorosamente leal à tão Santa Mãe, e, finalmente, defendendo-a em toda parte dos ataques dos inimigos, com o mesmo brio com que defenderia o nome e a honra de sua mãe.

 

Todos os dias

  1. Fazer a oração da manhã;
  2. Fazer ao menos 15 minutos de meditação;
  3. Se possível, assistir a Missa e comungar, fazendo atos de reparação e ação de graças, não esquecendo a oração pelo clero;
  4. Fazer o sinal da Cruz antes e depois das refeições;
  5. Entregar-se às suas ocupações diligentemente e com reta intenção;
  6. Rezar ao menos um Terço do Santo Rosário, piedosamente;
  7. Passando diante das igrejas, fazer o sinal da cruz;
  8. Saudar os congregados e sacerdotes com “Salve Maria!”;
  9. Evitar todas as ocasiões de pecado, mesmo venial, e recomendar-se constantemente a Deus;
  10. Marcar no tesouro espiritual os atos de piedade diários;
  11. Antes de deitar, fazer as orações da noite, principalmente o exame de consciência.

 

Todas as semanas

  1. Assistir ao menos no Domingo à Santa Missa e fazer sua comunhão com devoção;
  2. Assistir a reunião semanal da Congregação;
  3. Nas sextas-feiras, fazer abstinência de carne;
  4. Rezar ao menos no sábado o Ofício da Imaculada Conceição;
  5. Dedicar algumas horas de seu tempo ao Apostolado, dedicando-se a algum serviço para a maior glória de Deus (Academias, seções da CM, catecismo, obras de caridade, etc);
  6. Fazer ao menos 30 minutos de visita ao Santíssimo Sacramento;
  7. Conferir o calendário para a semana e esforçar-se para honrar as festividades da semana (Novenas, tríduos, solenidades, etc).

 

Todos os meses

  1. Confessar-se a cada quinze dias, ou ao menos uma vez por mês;
  2. Participar da Reunião Ordinária da Congregação;
  3. Participar da Comunhão Geral da Congregação, informando-se da intenção;
  4. Participar do Recolhimento mensal
  5. Entregar o Tesouro Espiritual ao Padre Diretor;
  6. Rezar todos os dias pela intenção mensal e honrar o santo do mês, rezando sobretudo pelo papa e pelo triunfo da Igreja e do Imaculado Coração de Maria;
  7. Rezar pelo padre diretor e pela Congregação Mariana;
  8. Fazer a Hora Santa, sozinho ou juntamente com a Congregação;
  9. Prestar contas, na medida das possibilidades, do Tributo;
  10. Conferir e preparar-se para as festividades do mês do calendário.

 

Todos os anos

  1. Fazer ao menos um retiro espiritual fechado como manda a regra junto aos demais congregados.
  2. Fazer a confissão geral do ano.
  3. Participar da(s) assembléia(s) convocadas pela diretoria
  4. Renovar sua Consagração a Nossa Senhora na Congregação Mariana.
  5. Dedicar-se diligentemente no serviço da Santa Igreja Católica Romana

 

Há-de evitar tudo quanto possa ser desdouro seu, trazer-lhe dano à alma e escandalizar o próximo: Intimidade ou trato desnecessário com pessoas más ou suspeitas ou com pessoas do sexo oposto; Espetáculos, livros, revistas, filmes inconvenientes, divertimentos perigosos ou menos morais, como bailes, banhos públicos, praias, carnaval ou festivais contrários à moral cristã.

E não basta. É preciso que seja um cristão fervoroso, não omitindo as orações da manhã, agradecendo a Deus os inúmeros benefícios recebidos, oferecendo-lhe todo o bem que faz, procurando, na intenção diária, lucrar todas as indulgências anexas às obras desse dia, invocando a Santíssima Virgem Maria, consagrando ao menos um quarto de hora para a oração mental, assistindo, se possível, ao Santo Sacrifício da Missa, confessando-se ordinariamente a um confessor escolhido, prudente e douto ao qual manifeste sinceramente os arcanos da sua consciência e confie a direção da sua vida espiritual. comungando muitas vezes, rezando cada dia ao menos a terça parte do rosário a Nossa Senhora e não omitindo, à noite, nem o exame diligente de consciência com um ato de contrição sincera, nem as orações da noite.

O cristão bom e fervoroso dá naturalmente o bom e fervoroso Congregado, que, segundo as regras:

  1. Prepara com uma confissão geral a sua entrada na Congregação e cada ano, ou cada semestre, faz confissão geral desde a última;
  2. Comunga frequentemente, ou diariamente;
  3. Tem à Ssma Virgem Maria uma devoção muito particular, confiando-lhe tudo, servindo-a com amor filial e generosidade e imitando-lhe as virtudes: humildade, pureza, trabalho, piedade, fortaleza;
  4. Não falta sem motivo grave aos atos ordinários e extraordinários da Congregação, mesmo quando isto lhe custe sacrifícios;
  5. Obedece, com prontidão, sentimento de vontade e amor, às ordens e conselhos do Diretor, no que respeita à vida da Congregação e tem particular estima e respeito ao Presidente e Oficiais, obedecendo-lhes no que pertence ao cargo de cada um;
  6. Ama seus irmãos com amor eficaz, encomenda-os a Nosso Senhor e presta-lhes todos os serviços que a caridade aconselha;
  7. Entrega-se de coração e com afinco às obras de caridade, misericórdia, zelo e propaganda, formação, etc, da Congregação;
  8. Vota à Congregação um amor sem reservas, procura que os mais a estimem, atrai ao seio da Congregação os que considera capazes e se esforça, quanto em si cabe, para que os Congregados sejam outros tantos apóstolos da glória de Deus e de sua Mãe Santíssima.

Um filho predileto de Maria deve prezar-se de ganhar os corações dos companheiros para o amor de tão Santa Mãe, inspirar-lhes a estima da Congregação e edificá-los em tudo e em toda parte. Tais são os filhos que vão, com a graça de Deus e o auxílio de Maria Santíssima, realizar plenamente os ideais apostólicos das CCMM.

Além desses deveres, deve o congregado esforçar-se para fazer parte sempre das práticas particulares da congregação.

 

Atos devocionais próprios

Exame Geral e Particular

Os exames constituem um dos elementos principais da espiritualidade inaciana que nutre as Congregações Marianas. Nas três revisões das Regras Comuns, sempre se punha como...

O santo do mês

Dentre as práticas da Congregação Mariana, a devoção e imitação dos santos merece destaque particular. Uma das formas dessa devoção, presente há muito tempo na...

Tesouro Espiritual

Nos manuais antigos da Congregação Mariana, na seção sobre a Vida do Congregado, sempre se lê: “Marcar no tesouro espiritual os atos de piedade diários“....

Artigos Relacionados