Orações

Nesta página, estão disponíveis as principais orações de nosso manual e outras orações piedosas para o dia a dia.
Para fazer o download de nosso manual de oração, clique aqui

Oração da Manhã

Pelo Sinal…Em nome do Pai…

De joelhos

Eu vos adoro, meu Deus, e vos amo de todo o coração; dou-Vos graças por me terdes criado, feito cristão e conservado nesta noite. Ofereço-Vos todas as minhas ações e peço-vos que neste dia me preserveis do pecado e me livreis de todo o mal e me concedais vossa graça para cumprir vossa vontade em todas as ações do dia que, para vossa glória, agora se inicia. Amém.

Faz-se o primeiro exame, chamado "preventivo". Depois reza-se

Eterno Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, eu vos ofereço, em união com os merecimentos de Jesus Cristo, todos os meus pensamentos, palavras, obras e sofrimentos deste dia, para vossa maior glória e honra de Maria Santíssima, minha querida mãe, do meu Anjo da Guarda e de todos os Santos, meus advogados; em remissão plena e satisfação de meus pecados; pela conversão dos pecadores e perseverança dos justos; pelas intenções de oração deste mês e dia, segundo as intenções dos Sumos Pontífices, para ganhar as santas indulgências em sufrágio das almas do purgatório; para utilidade e perfeição espiritual de todos aqueles por quem sou obrigado a pedir; em agradecimento de todas as graças que me tendes concedido e que me concedereis pelos merecimentos de Jesus Cristo, Nosso Senhor. Amém.

Consagração a Nossa Senhora

Ó minha Senhora e minha Mãe, eu me ofereço a todos vós e, em prova de minha devoção para convosco, vos consagro neste dia, meus olhos, meus ouvidos, minha boca, meu coração e todo o meu ser. E já que assim sou vosso, ó incomparável Mãe, guardai-me e defendei-me como propriedade vossa. Amém.

℣. Lembrai-vos que vos pertenço, terna mãe, Senhora nossa.
℟. Guardai-me e defendei-me como coisa própria vossa.

Santo Anjo… Pai Nosso.Ave Maria.

Oração da Noite

Pelo sinal da Santa Cruz... Em nome do Pai... Pai Nosso…

Breve exame de consciência

Divino Espírito Santo, dignai-vos conceder-me luz para conhecer os meus defeitos e pecados e a graça para me arrepender e emendar deles.

Deveres para com Deus

Lembrei-me de Deus durante o dia, oferecendo-lhe meu dia e atividades? Agi sempre na consciência de estar na presença de Deus? Tive vergonha de Deus ou da minha fé? Fiz minhas orações com piedade? Fiz minha meditação com atenção?

Deveres para com o próximo

Tratei com desprezo, arrogância, falta de caridade ou ira o meu próximo? Ofendi, usei palavras vãs? Lembrei-me de rezar pelos meus próximos? Soube suportar o meu próximo? Reclamei ou prejudiquei outra pessoa? Respeitei os mais velhos? Obedeci aos meus pais?  Murmurei ou fiz as coisas com má vontade?

Deveres para comigo

Esforcei-me para fazer a vontade de Deus? Fui preguiçoso? Omisso? Vaidoso? Guloso? Egoísta? Orgulhoso? Preso às coisas e prazeres materiais? Cumpri todos os meus deveres? Esforcei-me para vencer meus defeitos? Arrependi-me de minhas faltas? Busquei conservar a pureza de corpo e pensamento durante o dia?

Deveres de estado

Esforcei-me para cumprir bem minhas obrigações na escola/trabalho? Apliquei-me com seriedade ao estudo? Cumpri com diligência minhas obrigações no trabalho? Fui um bom pai/mãe/esposo/esposa/filho?

Ato de contrição

Meu Deus, tenho extremo pesar de vos haver ofendido por serdes infinitamente bom e amável e porque o pecado vos desagrada; faço o firme propósito, auxiliado por vossa santa Graça, de fazer penitência e de esforçar-me para jamais voltar a vos ofender. Amém.

Antes de se deitar

Dignai-vos, Senhor, conservar-me esta noite sem pecado: Abençoai o descanso que vou tomar, a fim de recuperar as forças para vos servir melhor e com mais fervor. Virgem Santa, depois de Deus minha única esperança, meu bom Anjo da guarda, todos os santos de Deus, intercedei por mim e pela minha família. Protegei-me esta noite e na hora de minha morte. Amém.

Salve Rainha… Que as almas dos fiéis defuntos pela misericórdia de Deus descansem em paz. Amém.

Oração do Congregado

Oração pela Congregação Mariana

Lembrai-vos, mãe amorosíssima, desta congregação, que instituístes como cidade de refúgio para salvaguardar da corrupção geral os descendentes não-degenerados daqueles que vos amaram e serviram tanto.

Fazei que as vossas Congregações se multipliquem nesta Terra de Santa Cruz, que nossos antepassados vos consagraram. Não permitais que o demônio lance a desunião entre os que estão unidos no vosso amor, que prometeram servi-vos e de quem sois mãe.

Perdoai-nos por último, mãe piedosíssima, a nossa tibieza, a nossa frouxidão e negligência, no vosso serviço: Alcançai-nos de vosso divino Filho o perdão dos nossos pecados, dai-nos o vosso amor e abençoai-nos.

 

Oração pelo Diretor da Congregação Mariana

Senhor Jesus Cristo, que como Bom Pastor das nossas almas, Vos dignais habitar entre nós no Santíssimo Sacramento do altar, do Vosso sagrado Tabernáculo derramai graças copiosíssimas sobre o nosso bom pastor, o Diretor desta Congregação Mariana.

Conceda-lhe o Vosso Misericordioso Coração todas as graças de que precisa para nossa e sua própria santificação e salvação, e para que possa velar sempre com paternal dedicação, pelas ovelhas que lhe foram cofiadas pelo Espírito Santo. Fazei que seja sempre desvelado pastor, segundo o Vosso Divino Coração, que consagre inteira e constantemente a sua vida, o melhor das suas energias e dos seus talentos, ao fiel cumprimento de sua nobre missão e dos deveres inerentes ao seu cargo, afim de que, no dia em que vierdes a julgar rebanhos e pastores, nós sejamos sua alegria e sua coroa e ele receba de Vossas Mãos Divinas a coroa imarcescível da vida eterna. Assim seja.

 

Oração a S. Afonso Maria de Ligório

Ó Deus, que pelo ministério de S. Afonso Maria, Vosso Confessor e  Pontífice, inflamado de zelo pela salvação das almas, enriquecestes vossa Igreja com uma nova Família religiosa, Vos suplicamos que, instruídos com suas salutares lições e fortalecidos com seus exemplos, possamos chegar a Vós com felicidade. Por Cristo, Nosso Senhor. Amém.

 

Oração após a Comunhão do Congregado

Eu me encomendo a vós, * ó gloriosa Virgem Maria, * Rainha do Céu e da terra, * que trouxestes em vosso seio * aquele Senhor e Criador que acabo de receber. * Eu vos suplico, * Mãe Santíssima de Deus, * que intercedais por mim ante vosso divino Filho * e me alcanceis dele perdão de todas as faltas, * que eu possa ter cometido em receber tão grande Sacramento. Vós fostes sempre pura e inocente, * e a vossa pureza e inocência cresceram ainda mais, * depois da encarnação do Filho de Deus. * Possa eu também * depois de receber este augustíssimo Sacramento * crescer na pureza*de minha alma*e conservar o meu coração e o meu corpo * isentos de todo o pecado. * Vós, * depois da Conceição de vosso Filho, * cantastes os louvores de Deus * e vos alegrastes em Deus vosso Salva- dor. * Alcançai-me também * que eu possa render a Deus * as graças devidas por tão grande benefício * e mostrar-me sempre fiel ao seu amor. Assim seja

 

Ato de Consagração da Congregação Mariana

Santíssima Virgem Maria, Mãe de Deus, eu N., ainda que indigníssimo de ser vosso servo, movido contudo pela vossa admirável piedade e pelo desejo de vos servir, vos elejo hoje, em presença do meu Anjo da Guarda e de toda a Corte celeste, por minha especial Senhora, Advogada e Mãe e firmemente proponho servir-vos sempre e fazer o quanto puder, para que dos mais sejais também fielmente servida e amada. Suplico-vos e rogo- vos, ó mãe piedosíssima, pelo Sangue de Vosso Filho por mim derramado, me recebais por servo perpetuo no número dos Vossos Devotos. Assisti-me em todas as minhas ações e alcançai-me graças para que sejais tais, daqui para o futuro, aos meus pensamentos, palavras e obras, que nunca mais ofenda os Vossos olhos e os de Vosso Divino Filho. Lembrai-vos de mim, e não me abandoneis na hora da minha morte. Amém

 

Oração para a Comunhão Geral

Santíssima Virgem Maria, * Rainha das Congregações Marianas, * nós, * filhos de vossa grande família, * ajoelhados aos vossos pés, * confiamos humildemente à vossa intercessão * as intenções, os interesses e as necessidades nossas e dos nossos queridos irmãos congregados. * Por eles oferecemos nossas orações e nossos merecimentos, * em união com os vossos e com os de vosso Divino Filho Jesus. Ouvi-nos, Mãe Santíssima, * a nós e a todos os congregados, * nossos irmãos. * Alcançai-nos paz e proteção; * livrai-nos dos perigos; * consolai-nos nas aflições; * fazei-nos progredir na santidade e na fidelidade a todos os nossos deveres; * comunicai-nos graças copiosas e eficazes; * fazei que vivamos santamente e que tenhamos uma morte feliz. E assim como, neste vale de lágrimas, * nós * filhos de vossa congregação * rezamos uns pelos outros, * todos unidos em vosso nome e no vosso amor, * ó Mãe Puríssima, * assim também esperamos gozar um dia convosco e junto de Vós * das alegrias do Reino do vosso Divino Filho * por toda a Eternidade. * Assim seja.

 

Memorare

Memorare, O piissima Virgo Maria, non esse auditum a saeculo, quemquam ad tua currentem praesidia, tua implorantem auxilia, tua petentem suffragia, esse derelictum.
Ego tali animatus confidentia, ad te, Virgo Virginum, Mater, curro, ad te venio, coram te gemens peccator assisto. Noli, Mater Verbi, verba mea despicere; sed audi propitia et exaudi. Amen.

Lembrai-Vos, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que têm recorrido à vossa proteção, implorado a vossa assistência, e reclamado o vosso socorro, fosse por Vós desamparado. Animado eu, pois, de igual confiança, a Vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro, de Vós me valho e, gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro aos Vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado, mas dignai-Vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que Vos rogo. Assim seja.

 

Sub tuum praesidium

Sub tuum praesidium confugimus, Sancta Dei Genetrix. Nostras deprecationes ne despicias in necessitatibus, sed a periculis cunctis libera nos semper, Virgo gloriosa et benedicta. Amen.

Sob a vossa proteção nos refugiamos, Santa Mãe de Deus, não desprezeis as súplicas que em nossas necessidades vos dirigimos, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.

Angelus

℣. Angelus Domini nuntiavit Mariæ.
℟. Et concepit de Spiritu Sancto.

Ave Maria...

℣. Ecce Ancilla Domini.
℟. Fiat mihi secundum Verbum tuum.

Ave Maria...

℣. Et Verbum caro factum est.
℟. Et habitavit in nobis.

Ave Maria...

℣. Ora pro nobis, Sancta Dei Genetrix.
℟. Ut digni efficiamur promissionibus Christi.

Oremus: Gratiam tuam quæsumus, Domine, mentibus nostris infunde; ut qui, angelo nuntiante, Christi Filii tui Incarnationem cognovimus, per passionem eius et crucem, ad resurrectionis gloriam perducamur.Per eumdem Christum Dominum nostrum. Amen.

Gloria Patri…

℣. O Anjo do Senhor anunciou a Maria.
℟. E Ela concebeu do Espírito Santo.

Ave Maria...

℣. Eis aqui a serva do Senhor.
℟. Faça-se em Mim segundo a Vossa palavra.

Ave Maria...

℣. E o Verbo se fez Carne.
℟. E habitou entre nós.

Ave Maria...

℣. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.
℟. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Infundi, Senhor, como Vos pedimos, a Vossa graça nas nossas almas, para que nós, que pela Anunciação do Anjo conhecemos a Encarnação de Jesus Cristo, Vosso Filho, pela Sua Paixão e Morte na Cruz, sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Pelo mesmo Cristo, Nosso Senhor Amém

Glória ao Pai…

Regina Caeli

℣. Regína Cæli, lætáre, alleluia;
℟. Quia quem meruísti portáre, alleluia;
℣. Resurréxit, sicut dixit, alleluia;
℟. Ora pro nóbis Deum, alleluia.

℣. Gaude et lætáre, Virgo Maria, alleluia.
℟. Quia surréxit Dóminus vere, alleluia.

Oremus. Deus, qui per resurrectiónem Filii tui Dómini nostri Jesu Christi mundum lætificáre dignátus es: præsta, quæsumus; ut, per eius Genitrícem Vírginem Mariam, perpétuæ capiámus gáudia vitæ. Per eumdem Christum, Dóminum nostrum. Amém.

℣. Rainha do Céu, alegrai-Vos, aleluia.
℟. Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.
℣. Ressuscitou como disse, aleluia.
℟. Rogai a Deus por nós, aleluia.

℣. Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.
℟. Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos. Ó Deus, que Vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, concedei- -nos, Vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.

Magnificat

Magnificat anima mea Dominum, et exultavit spiritus meus in Deo salutari meo.
Quia respexit humilitatem ancillæ suæ: ecce enim ex hoc beatam me dicent omnes generationes.
Quia fecit mihi magna qui potens est, et sanctum nomen eius.
Et misericordia eius a progenie in progenies timentibus eum.
Fecit potentiam in brachio suo, dispersit superbos mente cordis sui.
Deposuit potentes de sede et exaltavit humiles.
Esurientes implevit bonis et divites dimisit inanes,
Suscepit Israel puerum suum recordatus misericordiæ suæ, Sicut locutus est ad patres nostros, Abraham et semini eius in sæcula.
Gloria Patri…

Minha alma glorifica ao Senhor, e meu espírito exulta (de alegria) em Deus, meu Salvador,
Porque lançou os olhos para a baixeza da sua escrava; Portanto, eis que, de hoje em diante, todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Porque fez em mim grandes coisas aquele que é poderoso, e cujo nome é santo.
E cuja misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que o temem.
Manifestou o poder do seu braço; dissipou aqueles que se orgulhavam nos pensamentos do seu coração.
Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes
Encheu de bens os famintos, e despediu vazios os ricos.
Tomou cuidado de Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia; conforme tinha dito a nossos pais, a Abraão e à posteridade, para sempre.
Glória ao Pai…

Mitte, Domine

Mitte, Domine, operarios in messem tuam. Messis quidem multa, operarii autem pauci.
Enviai, Senhor, operários para a vossa messe, pois a messe é grande e poucos são os operários.

Ato de fé, esperança e caridade

Meu Deus, eu creio firmemente tudo quanto a Santa Igreja Católica, Apostólica, Romana, manda crer, porque sois vós, ó verdade infalível, que lho tendes revelado.

Espero com firme confiança que me dareis, pelos merecimentos de Jesus Cristo, a vossa graça nesta vida, e, se observar os vossos mandamentos, a vossa glória na outra, porque vós haveis prometido e sois sumamente fiel em vossas promessas.

Eu vos amo de todo meu coração e sobre todas as coisas, porque sois infinitamente bom, infinitamente amável; por amor de vós, amo ao meu próximo como a mim mesmo.

Oração a Cristo Rei

Ó Cristo Jesus: Reconheço-vos como Rei universal. Tudo o que foi feito por Vós foi criado. Exercei sobre mim todos os vossos direitos. Renovo as minhas promessas do Batismo, renunciando a Satanás, às suas pompas e às suas obras; e muito particularmente me comprometo a fazer triunfar, por todos os meios ao meu alcance, os direitos de Deus e da Vossa Igreja.  Divino Coração de Jesus, ofereço-vos minhas pobres ações, para alcançar que todos os corações reconheçam vossa Realeza Sagrada e assim se estabeleça no mundo inteiro o reinado da vossa paz.

Oração pelo Clero

Deixai, ó Jesus, * que em vosso Coração Eucarístico, depositemos as mais ardentes preces pelo nosso clero. Multiplicai as vocações sacerdotais em nossa pátria; atraí ao vosso altar os filhos do nosso Brasil; chamai-os com instância ao vosso ministério! Conservai na perfeita fidelidade ao vosso serviço aqueles a quem já chamastes; afervorai-os, purificai-os, santificai-os, não permitindo que se afastem do espírito de vossa Igreja.

Não consintais, ó Jesus nós Vos suplicamos, que debaixo do céu brasileiro sejam, por mãos indignas, profanados os vossos mistérios de amor. Com instância vos pedimos: deixai que a misericórdia de vosso Coração vença a vossa justiça divina por aqueles que se recusaram à honra da vocação sacerdotal, ou desertaram das fileiras sagradas.

Por vossa Mãe, Maria Santíssima, Rainha dos Sacerdotes, atendei, Jesus, a esta nossa insistente oração. Ó Maria, ao vosso coração confiamos o nosso clero: guiai-o, guardai-o, protegei-o, salvai-o! Amém!

Oferta de si mesmo

Tomai, Senhor, e recebei toda a minha liberdade, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade. Tudo quanto tenho e possuo, de Vós o recebi: a Vós, Senhor, o entrego e restituo, para que disponhais de tudo segundo a vossa santíssima vontade. Concedei-me só a vossa graça e o vosso amor, que isto me basta, nem outra cousa desejo de vossa misericórdia infinita. Amen.

Oração Universal do Papa Clemente XI

Meu Deus, creio em vós, dai-me, porém, fé mais firme. Espero em vós, mas dai-me esperança mais segura. Eu vos amo, mas dai-me amor mais ardente. Tenho verdadeiro pesar de ter pecado, mas dai-me pesar ainda mais profundo.

Eu vos adoro como a meu primeiro princípio. Por vós suspiro, como por meu último fim. Eu vos dou graças, como a meu bem-feitor. Eu vou invoco como a meu Soberano defensor.Dignai-vos, Senhor, dirigir-me com a vossa sabedoria, conter-me com a vossa justiça, consolar-me com vossa misericórdia e proteger-me com vossa onipotência.

Eu vos consagro e ofereço, ó meu Deus, todos os meus pensamentos para que sejam vossos, minhas ações para que sejam a vós conformes, enfim os meus sofrimentos, para que sejam por vosso amor suportados. Eu me conformo em tudo com a vossa divina vontade, porque vós o quereis.

Suplico-vos, Senhor, que ilumineis o meu entendimento, inflameis a minha vontade, purifiqueis o meu coração e santifiqueis a minha alma. Fazei-me, Senhor, chorar meus pecados passados, resistir às tentações, reprimir as más inclinações e praticar as virtudes necessárias ao meu estado. Enchei meu coração de vosso amor, de ódio por meus defeitos, de caridade para com o próximo e de desprezo a tudo o que é mundano.

Fazei, Senhor, que jamais me esqueça de ser submisso e obediente aos meus superiores, compassivo e caritativo para com os inferiores, fiel aos amigos e indulgente para com os inimigos.

Vinde, meu Deus, em meu auxílio para que possa moderar os sentidos com a mortificação, a avareza com a esmola, a ira com a brandura, a tibieza com a devoção. Tornai-me prudente nas empresas, corajoso nos perigos, paciente nos infortúnios e humilde na prosperidade. Fazei-me, Senhor, atento na oração, sóbrio no alimento, diligente em minhas obrigações, firme em minhas resoluções.

Inspirai-me a solicitude de guardar sempre a pureza de coração, a modéstia exterior, conversão edificante e conduta exemplar. Fazei que sem cessar me aplique a dominar a rebeldia da natureza, a cooperar com a vossa divina graça, observar vossos mandamentos e merecer a salvação.

Ensinai-me, ó meu Deus, quão pequeno é o que é da terra, quão grande é o que é divino, quão breve o tempo, quão dilatada a eternidade! Concedei-me, Senhor, que me prepare para a morte, tema o vosso juízo, escape do inferno e entre no Paraíso, por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Sacratíssimo Rosário

Oferecimento

Uno-me a todos os santos que estão no Céu, a todos os justos que estão sobre a Terra, a todas as almas fiéis que estão neste lugar. Uno-me a Vós, meu Jesus, para louvar dignamente Vossa Santa Mãe, e louvar-Vos a Vós, nela e por Ela. Renuncio a todas as distrações que me vierem durante este Rosário, que quero recitar com modéstia, atenção e devoção, como se fosse o último da minha vida.

Nós Vos oferecemos, Trindade Santíssima, este Credo, para honrar os mistérios todos de nossa Fé; este Pater e estas três Ave-Marias, para honrar a unidade de vossa essência e a trindade de vossas pessoas. Pedimo-Vos uma fé viva, uma esperança firme e uma caridade ardente. Assim seja.

Mistérios Gozosos — Seg, Qui

Primeiro Mistério - Anunciação de Nosso Senhor
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta primeira dezena, em honra a vossa Encarnação no seio de Maria; e vos pedimos, por esse mistério, e por sua intercessão uma profunda humildade. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério da Encarnação, descei em nossas almas. Assim seja.

Segundo Mistério - Visitação de Nossa Senhora a S. Isabel
Nos vos oferecemos, Senhor Jesus, esta segunda dezena, em honra da visitação de vossa santa Mãe à sua prima santa Isabel e da santificação de São João Batista; e vos pedimos, por esse mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a caridade para com o nosso próximo. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério da visitação, descei em nossas almas. Assim seja.

Terceiro Mistério — Nascimento de Nosso Senhor
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta terceira dezena, em honra ao vosso nascimento no estábulo de Belém; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, o desapego dos bens terrenos e ao amor a pobreza. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério do nascimento de Jesus, descei em nossas almas. Assim seja.

Quarto Mistério — Apresentação de N. Senhor e Purificação de N. Senhora
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta quarta dezena, em honra a vossa apresentação ao templo, e da purificação de Maria; e vos pedimos, por este mistério e por sua intercessão, uma grande pureza de corpo de alma. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério da purificação, descei em nossas almas. Assim seja.

Quinto Mistério — Encontro de N. Senhor no Templo
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta quinta dezena, em honra ao vosso reencontro por Maria; e vos pedimos, por este mistério; e por sua intercessão, a verdadeira sabedoria. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério do reencontro de Jesus, descei em nossas almas. Assim seja.

Mistérios Dolorosos – Ter, Sex

Sexto Mistério - Agonia de N. Senhor no Horto das Oliveiras
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta sexta dezena, em honra a vossa agonia mortal no Jardim das Oliveiras; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a contrição de nossos pecados. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério da agonia de Jesus, descei em nossas almas. Assim seja.

Sétimo Mistério - Flagelação de N. Senhor
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta sétima dezena, em honra a vossa sangrenta flagelação; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe santíssima, a mortificação de nossos sentidos. Assim seja.
Graças ao mistério da flagelação de Jesus, descei em nossas almas. Assim seja.

Oitavo Mistério - Coroação de Espinhos
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta oitava dezena, em honra de vossa coroação de espinhos; e vos pedimos por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, o desprezo do mundo. Assim seja.  (Reze a dezena)
Graças ao mistério da coroação de espinhos, descei em nossas almas. Assim seja.

Nono Mistério - N. Senhor carrega a Cruz para o Calvário
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta nona dezena, em honra do carregamento da Cruz; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a paciência em todas as nossas cruzes. Assim seja.
Graças ao mistério do carregamento da cruz, descei em nossas almas. Assim seja

Décimo Mistério - Crucificação e morte de N. Senhor
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta décima dezena, em honra a vossa crucificação e morte ignominiosa sobre o calvário; e vos pedimos por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a conversão dos pecadores, a perseverança dos justos e o alívio das almas do purgatório. Assim seja.  (Reze a dezena)
Graças ao mistério da crucificação de Jesus, descei em nossas almas. Assim seja.

Mistérios Gloriosos – Qua, Sab, Dom

Décimo Primeiro Mistério - Ressurreição de N. Senhor
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta undécima dezena, em honra a vossa ressurreição gloriosa; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, o amor a Deus e o fervor ao vosso serviço. Assim seja.
Graças ao mistério da ressurreição, descei em nossas almas. Assim seja.

Décimo Segundo Mistério - Ascensão de N. Senhor
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta duodécima dezena, em honra a vossa triunfante ascensão; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, um ardente desejo do céu, nossa cara pátria. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério da ascensão, descei em nossas almas. Assim seja.

Décimo Terceiro Mistério - Descida do Espírito Santo
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta décima terceira dezena, em honra do
mistério de Pentecostes; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a descida do Espírito Santo em nossas almas. Assim seja. (Reze a dezena)
Graças ao mistério de Pentecostes, descei em nossas almas. Assim seja.

Décimo Quarto Mistério - Assunção de N. Senhora
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta décima quarta dezena, em honra da ressurreição e triunfal assunção de vossa Mãe ao céu; e vos pedimos, por este mistério e por sua intercessão, uma terna devoção a tão boa mãe. Assim seja.
Graças ao mistério da assunção descei em nossas almas. Assim seja.

Décimo Quinto Mistério - Coroação de N. Senhora
Nós vos oferecemos, Senhor Jesus esta décima quinta dezena, em honra da coroação gloriosa de vossa Mãe Santíssima no céu; e vos pedimos, por este mistério e por sua intercessão, a perseverança na graça e a coroa da glória. Assim seja.  (Reze a dezena)
Graças ao mistério da coroação gloriosa de Maria, descei em nossas almas. Assim seja

Oração Final

Eu Vos saúdo, Maria, Filha bem-amada do eterno Padre, Mãe admirável do Filho, Esposa mui fiel do Espírito Santo, templo augusto da Santíssima Trindade; eu Vos saúdo, soberana Princesa, a quem tudo está submisso no Céu e na Terra; eu Vos saúdo, seguro refúgio dos pecadores, que jamais repelistes pessoa alguma. Pecador que sou, me prostro a vossos pés, e Vos peço de me obter de Jesus, vosso amado Filho, a contrição e o perdão de todos os meus pecados, e a divina sabedoria. Eu me consagro todo a Vós, com tudo que possuo. Eu Vos tomo, hoje, por minha Mãe e Senhora. Tratai-me, pois, como o último de vossos filhos e o mais obediente de vossos escravos. Atendei, minha Princesa, atendei aos suspiros dum coração que deseja amar-Vos e servir-Vos fielmente. Que ninguém diga que, entre todos que a Vós recorreram, seja eu o primeiro desamparado. Ó minha esperança, ó minha vida, ó minha fiel e Imaculada Virgem Maria, defendei-me, nutri-me, escutai-me, instruí-me, salvai-me. Assim seja.

Pequeno Ofício da Imaculada Conceição

Matinas

℣. Eia, entoai agora lábios meus
℟. Glórias e dons da Virgem Mãe de Deus
℣. Em meu socorro vinde já Senhora
℟. Do inimigo livrai-me vencedora
℣. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo
℟. Assim como era no princípio, agora e sempre e por todos os séculos dos séculos. Amém (Aleluia)

Salve, ó Virgem Mãe, Senhora Minha
Estrela da manhã, do céu Rainha
Cheia de graça sois; Salve, luz Pura
Valei ao mundo e a toda criatura

Para Mãe o Senhor vos destinou
Do que os mares, a terra e os céus criou
Preservou Ele a vossa conceição
Da mancha que nós temos de Adão. Amém

℣. Deus a escolheu e predestinou
℟. No seu Tabernáculo a fez habitar
℣. Protegei, Senhora, a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor

OREMOS: Santa Maria, / Rainha do céus, / Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e Dominadora do mundo, / que a ninguém desamparais nem desprezais; / ponde Senhora em mim, / os olhos de vossa piedade / e alcançai-me de vosso amado Filho / o perdão de todos os meus pecados; / para que / venerando agora / afetuosamente / a Vossa Imaculada Conceição, / consiga depois a coroa da eterna bem-aventurança; / Por mercê do mesmo Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, / que com o Pai e o Espírito Santo / vive e Reina em unidade perfeita /Deus pelos séculos dos séculos. / Amém.

℣. Protegei Senhora a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor
℣. Bendigamos ao Senhor
℟. Demos Graças a Deus
℣. Que as almas dos fiéis defuntos por Misericórdia de Deus descansem em paz.
℟. Amém

Prima

℣. Em meu socorro vinde já, Senhora…
℟. Do inimigo livrai-me vencedora
℣. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo
℟. Assim como era no princípio…

Salve, prudente Virgem, destinada.
Para dar ao Senhor Digna Morada
Sois as sete colunas da Escritura
Do templo a mesa foi de vós figura

Fostes livre do mal que o mundo espanta,
E no Seio materno sempre Santa.
Porta dos Santos, Eva, Mãe da Vida,
Estrela de Jacob aparecida
Sois armado esquadrão contra Lusbel;
Sede amparo e refúgio à grei fiel. Amém

℣. Ele próprio a criou no Espírito Santo.
℟. E a representou maravilhosamente em todas as suas obras.
℣. Protegei Senhora a Minha oração.
℟. E chegue até Vós o meu clamor

OREMOS: Santa Maria, / Rainha do céus, / Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e Dominadora do mundo, / que a ninguém desamparais nem desprezais; / ponde Senhora em mim, / os olhos de vossa piedade / e alcançai-me de vosso amado Filho / o perdão de todos os meus pecados; / para que / venerando agora / afetuosamente / a Vossa Imaculada Conceição, / consiga depois a coroa da eterna bem-aventurança; / Por mercê do mesmo Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, / que com o Pai e o Espírito Santo / vive e Reina em unidade perfeita /Deus pelos séculos dos séculos. / Amém.

℣. Protegei Senhora a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor
℣. Bendigamos ao Senhor
℟. Demos Graças a Deus
℣. Que as almas dos fiéis defuntos por Misericórdia de Deus descansem em paz.
℟. Amém

Tercia

℣. Em meu socorro vinde já, Senhora
℟. Do inimigo livrai-me vencedora
℣. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo
℟. Assim como era no princípio…

Salve áureo trono, iris de bonança,
Sarça do Horeb e Arca de Aliança
De Jessé vara, velo de Gedeão,
Porta fechada, favo de Sansão

Por decoro do Filho não podia,
O labéu de Eva macular Maria;
Nem devia tal Mãe, assim eleita,
Por um momento à culpa estar sujeita. Amém

℣. Eu moro no mais alto dos céus
℟. E o meu trono está sobre a coluna de nuvem.
℣. Protegei, Senhora, a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor

OREMOS: Santa Maria, / Rainha do céus, / Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e Dominadora do mundo, / que a ninguém desamparais nem desprezais; / ponde Senhora em mim, / os olhos de vossa piedade / e alcançai-me de vosso amado Filho / o perdão de todos os meus pecados; / para que / venerando agora / afetuosamente / a Vossa Imaculada Conceição, / consiga depois a coroa da eterna bem-aventurança; / Por mercê do mesmo Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, / que com o Pai e o Espírito Santo / vive e Reina em unidade perfeita /Deus pelos séculos dos séculos. / Amém.

℣. Protegei Senhora a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor
℣. Bendigamos ao Senhor
℟. Demos Graças a Deus
℣. Que as almas dos fiéis defuntos por Misericórdia de Deus descansem em paz.
℟. Amém

Sexta

℣. Em meu socorro vinde já, Senhora
℟. Do inimigo livrai-me vencedora
℣. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo
℟. Assim como era no princípio…

Salve Mãe pura, templo da Trindade,
Prazer dos céus, mansão de castidade.
Éden celeste, alívio da tristeza.
Palma constante, cedro de pureza

Terra bendita, sois sacerdotal.
Sempre isenta da culpa original.
Cidade Santa, porta do Oriente.
De Graças para nós fonte corrente. Amém

℣. Como açucena entre os espinhos
℟. Assim a minha predileta entre as filhas de Adão
℣. Protegei, Senhora, a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor

OREMOS: Santa Maria, / Rainha do céus, / Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e Dominadora do mundo, / que a ninguém desamparais nem desprezais; / ponde Senhora em mim, / os olhos de vossa piedade / e alcançai-me de vosso amado Filho / o perdão de todos os meus pecados; / para que / venerando agora / afetuosamente / a Vossa Imaculada Conceição, / consiga depois a coroa da eterna bem-aventurança; / Por mercê do mesmo Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, / que com o Pai e o Espírito Santo / vive e Reina em unidade perfeita /Deus pelos séculos dos séculos. / Amém.

℣. Protegei Senhora a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor
℣. Bendigamos ao Senhor
℟. Demos Graças a Deus
℣. Que as almas dos fiéis defuntos por Misericórdia de Deus descansem em paz.
℟. Amém

Noa

℣. Em meu socorro vinde já, Senhora
℟. Do inimigo livrai-me vencedora
℣. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo
℟. Assim como era no princípio…

Salve gran Torre de David armada
De refúgio cidade reservada.
Ardendo em zelo desde a Conceição
Prostrais a fúria do Infernal Dragão

Tendes, mais que Judith, o braço ousado.
E do sumo David o puro agrado.
Deu Rachel ao Egito um Provedor
Maria deu ao Mundo o Salvador. Amém

℣. Toda formosa sois, ó minha amada.
℟. E a mácula original nunca tocou em Vós.
℣. Protegei, Senhora, a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor

OREMOS: Santa Maria, / Rainha do céus, / Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e Dominadora do mundo, / que a ninguém desamparais nem desprezais; / ponde Senhora em mim, / os olhos de vossa piedade / e alcançai-me de vosso amado Filho / o perdão de todos os meus pecados; / para que / venerando agora / afetuosamente / a Vossa Imaculada Conceição, / consiga depois a coroa da eterna bem-aventurança; / Por mercê do mesmo Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, / que com o Pai e o Espírito Santo / vive e Reina em unidade perfeita /Deus pelos séculos dos séculos. / Amém.

℣. Protegei Senhora a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor
℣. Bendigamos ao Senhor
℟. Demos Graças a Deus
℣. Que as almas dos fiéis defuntos por Misericórdia de Deus descansem em paz.
℟. Amém

Vésperas

℣. Em meu socorro vinde já, Senhora
℟. Do inimigo livrai-me vencedora
℣. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo
℟. Assim como era no princípio…

Relógio de Ezequias, que atrasado
Foi, para o Sol Divino nos ser dado
Em Vós o imenso quis ser abatido
Para que ao Céu fosse o mortal subido

Brilhando com raios de tal Sol
É Vossa Conceição claro Arrebol
Guiai-nos, pois, calcada a serpe crua.
Ó entre espinhos flor, piedosa Lua. Amém

℣. Eu fiz nascer no céu a luz, que não se apaga.
℟. E cobri como névoa, a terra toda.
℣. Protegei, Senhora, a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor

OREMOS: Santa Maria, / Rainha do céus, / Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e Dominadora do mundo, / que a ninguém desamparais nem desprezais; / ponde Senhora em mim, / os olhos de vossa piedade / e alcançai-me de vosso amado Filho / o perdão de todos os meus pecados; / para que / venerando agora / afetuosamente / a Vossa Imaculada Conceição, / consiga depois a coroa da eterna bem-aventurança; / Por mercê do mesmo Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, / que com o Pai e o Espírito Santo / vive e Reina em unidade perfeita /Deus pelos séculos dos séculos. / Amém.

℣. Protegei Senhora a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor
℣. Bendigamos ao Senhor
℟. Demos Graças a Deus
℣. Que as almas dos fiéis defuntos por Misericórdia de Deus descansem em paz.
℟. Amém

Completas

℣. Converta-nos Jesus, por vosso amor;
℟. E retire de nós o seu furor.
℣. Em meu socorro vinde já, Senhora
℟. Do inimigo livrai-me vencedora
℣. Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo
℟. Assim como era no princípio…

Salve, florente Virgem Ilibada,
Meiga Rainha de astros coroada.
Mais pura que os anjos, tendes trono.
À direita do Rei, em nosso abono.

Ó Mãe da Graça, nossa doce esperança.
Do mar estrela e porto de bonança,
Porta do Céu, saúde na doença,
De Deus guiai-nos à feliz presença. Amém

℣. Vosso nome ó Maria, é como um bálsamo
℟. Muito vos amam vossos fiéis servos
℣. Protegei, Senhora, a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor

OREMOS: Santa Maria, / Rainha do céus, / Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e Dominadora do mundo, / que a ninguém desamparais nem desprezais; / ponde Senhora em mim, / os olhos de vossa piedade / e alcançai-me de vosso amado Filho / o perdão de todos os meus pecados; / para que / venerando agora / afetuosamente / a Vossa Imaculada Conceição, / consiga depois a coroa da eterna bem-aventurança; / Por mercê do mesmo Vosso Filho Jesus Cristo, Senhor Nosso, / que com o Pai e o Espírito Santo / vive e Reina em unidade perfeita /Deus pelos séculos dos séculos. / Amém.

℣. Protegei Senhora a Minha oração
℟. E chegue até Vós o meu clamor
℣. Bendigamos ao Senhor
℟. Demos Graças a Deus
℣. Que as almas dos fiéis defuntos por Misericórdia de Deus descansem em paz.
℟. Amém

Depois do Ofício

Aceitai ó Virgem, esta devoção em louvor da vossa Pura Conceição. Sede-nos na vida, defensora e guia. Sede-nos alento, em nossa agonia: Ó Mãe de bondade, Ó Doce Maria.

Esta é a Virgem admirável, na qual não houve a nódoa original, nem sombra do pecado.
℣. Na vossa Conceição, ó Virgem, fostes Imaculada
℟. Rogai por nós ao Eterno Pai, cujo Filho destes ao mundo

OREMOS: Ó Deus, / que pela Imaculada Conceição da Virgem / preparastes ao vosso Filho uma digna Morada: / nós vos rogamos, / que pois, / em virtude da previsão da morte do mesmo Vosso Filho,/ a preservastes de toda a mancha, / também nos concedais, que, / purificados por sua intercessão, / cheguemos à Vossa Divina presença. / Pelo mesmo Jesus Cristo Nosso Senhor. / Amém.

Exame de Consciência e Confissão

Oração antes do exame

Senhor Deus onipotente, prostrado humildemente diante da vossa divina majestade, vos rendo infinitas graças por todos os benefícios que de vossa inefável bondade tenho recebido, e em particular por me terdes criado, conservado, remido e cumulado de tantos bens e mercês, muitos dos quais eu ignoro. Rogo-vos, Senhor, humildemente, que vos digneis conceder-me luz abundante para conhecer todas as faltas e pecados, com que vos tenho ofendido, e graça eficaz para me arrepender e me emendar.

Primeiro mandamento

  • Omiti frequentemente minhas orações por negligência? Tive distrações voluntárias durante as orações?
  • Escondi na confissão algum pecado ou circunstância grave que mude a espécie de pecado? Procurei atenuantes para diminuir a gravidade da culpa?
  • Confessei-me ao menos uma vez por ano e comunguei na Páscoa da Ressurreição?
  • Cumpri a penitência imposta pelo confessor?
  • Consenti deliberadamente em dúvidas contra a fé? Guardei ou li livros ou escritos hostis à religião?
  • Falei contra a religião ou deixei de defendê-la quando era meu dever? Critiquei levianamente pessoas ou práticas religiosas, ou consenti [sem grave necessidade] que isto fosse feito na minha presença? Deixei-me levar pelo desânimo?
  • Murmurei contra as disposições da Divina Providência, mostrando-me inconformado com as contrariedades e sofrimentos?
  • Jejuei e fiz abstinência nos dias prescritos pela Santa Igreja?
  • Tive pensamentos de orgulho e complacência de mim mesmo? Ao rememorar ou repassar as boas obras que pratiquei tive movimentos de auto-comprazimento? Fui apegado aos meus pontos de vista, recusando-me a analisar a procedência das críticas alheias?
  • Procurei, por mera vaidade, atrair a atenção dos outros sobre mim ou minhas ações? Comparei-me com os outros? Desejei cargos e funções para obter prestígio? Procurei promover-me junto a outros falando bem a meu respeito?
  • Quais são os movimentos de alma péssimos que tive? Resisti contra eles? Quais são os movimentos de alma bons que eu tive? Incrementei-os?
  • Segui práticas supersticiosas, por convicção ou por leviandade? Assisti a reuniões de espiritismo ou pedi e usei remédios aconselhados pelos espíritas? Quantas vezes? Tem participado de atos de outras religiões?

Segundo mandamento

  • Pronunciei, por ira ou por leviandade, o nome de Deus ou dos santos?
  • Jurei falso, sem necessidade (por exemplo, para confirmar uma mentira)?
  • Proferi maldições, pragas ou imprecações contra alguém, abusando ao mesmo tempo dos nomes de Deus ou dos santos?
  • Tive conversas injuriosas a Deus, aos santos e às coisas sagradas (blasfêmias)? Quantas vezes?

Terceiro mandamento

  • Faltei à Missa aos domingos e festas de guarda, justificando-me com falsos pretextos? Por minha culpa, cheguei tarde à Missa? Retirei-me dela antes de ter acabado?
  • Tive distrações voluntárias durante a Missa? Na Igreja ou em lugares santos, faltei com o respeito, dei risada, conversei?
  • Trabalhei nos domingos e dias santos, sem necessidade ou autorização?
  • Obriguei outros a trabalhar nos domingos e dias santos? Durante quanto tempo? Quantas vezes?

Quarto mandamento

  • Faltei com o respeito devido a meus pais e superiores? Aos meus irmãos? Cheguei a maltratá-los e humilhá-los por palavras ou ações? Desejei-lhes o mal? Falei mal deles? Causei tristeza a eles de propósito, ou deliberadamente os ofendi?
  • Providenciei os Sacramentos quando estavam enfermos? Faltei à obediência em matéria grave? Cumpri prontamente as ordens que me deram?
  • Causei inimizades, ira, rixas, revoltas, espalhei suspeitas, fiz intrigas, comentei desfeitos (verdadeiros ou supostos) dos meus superiores?

Quinto mandamento

  • Disse palavras ofensivas ao próximo? Zombei dele?
  • Guardo ódio a alguém? Há quanto tempo? Entretive sentimentos de rancor e mal-querença contra alguém?
  • Senti inveja com o sucesso, riqueza ou posição social legítima de outrem? Combati essa inveja? Fui susceptível manifestando contrariedades em relação a comentários críticos a meu respeito?
  • Desejei o mal ou a morte, por capricho, a alguém? Cheguei a fazer mal ao próximo, prejudicando sua saúde? Neguei-me a prestar ajuda, quando solicitado, e podendo atender?
  • Fui diligente em procurar sacerdote para atender pessoas em caso de acidente? Deixei faltar a parentes doentes o tratamento necessário? Fui teimoso e arrogante? Fui duro e sem caridade para com os pobres?
  • Desejei a morte para mim mesmo? Prejudiquei propositadamente a própria saúde, por desânimo, por capricho ou para subtrair-me às minhas obrigações?
  • Cometi excessos na comida e bebida? Quantas vezes? Embriaguei-me? Utilizei drogas? Joguei?
  • Maltratei animais por gosto, por ira ou para me distrair? Tive apego, dó, ou apreço desordenado por animais?

Sexto e nono mandamentos

  • Conservei ou alimentei sentimentos, afeições e imaginações românticas? Recordei destes sentimentos tidos no passado? Tive amizades particulares?
  • Demorei-me voluntariamente em pensamentos e imaginações impuras?
  • Mantive conversas obscenas? Tenho assistido a elas com gosto?
  • Ouvi músicas anti-cristãs como por exemplo, o rock, o funk, músicas sensuais? Ensinei-as a outros ou as divulguei?
  • Li textos de livros ou escritos impuros?
  • Desejei ver ou fazer coisas desonestas, comigo mesmo ou com outros? Olhei coisas desonestas com má intenção, por curiosidade ou simplesmente por falta de vigilância?
  • Tomei parte em divertimentos perigosos à pureza, como danças, sessões cinematográficas? Aluguei e assisti filmes perigosos à pureza? Assisti programas de TV, visitei sites de internet, folheei revistas e folhetos [mesmo por curiosidade] pondo assim em risco a virtude da pureza?
  • Pratiquei ações impuras? Só um com outros? Permiti que outros façam tais coisas comigo? Toquei no próximo com malícia ou má intenção?
  • Dei escândalo ao próximo, ou fui a causa de ele pecar? Quantas vezes? Emprestei maus livros, levei outros para assistir maus filmes ou programas de TV, mostrei ou expus imagens obscenas? Vendi maus livros ou imagens imorais?
  • Fui ocasião de pecado mortal para outros por más conversas, cantigas ruins, modas indecentes, gestos obscenos ou maus exemplos (escândalo)? Faltei com a modéstia, vestindo-se ou despindo-se em presença de outros?
  • Dei escândalo pelo uso de roupas indecentes?
  • Coloquei-me, voluntariamente, em ocasião próxima de pecado?
  • Tenho circunstâncias especiais a acusar com relação a estes pecados?
  • Traí meu estado? Se casado, com pensamentos ou ações?

Sétimo e décimo mandamentos

  • Roubei alguma coisa de outrem? Era objeto de valor? Roubei coisas de pouco valor por diversas vezes?
  • Retive injustamente objetos achados, ou que possuo injustamente?
  • Cientemente aceitei, comprei ou vendi objetos injustamente adquiridos?
  • Causei dano ao próximo por engano, fraude ou mau conselho? Um dano notável? Fiz mal algum trabalho a que estou obrigado?
  • Danifiquei por malícia a propriedade alheia? Por negligência culpável? Os prejuízos foram consideráveis? Tive o desejo de furtar ou de danificar os bens de outrem?
  • Saldei minhas contas e dívidas? Prestei contas exatas do dinheiro que me foi entregue? Apliquei-o estritamente no fim que tinha sido destinado?
  • Fiz a devida restituição de dinheiro obtido ilicitamente? Apeguei-me a dinheiro, aparelhos e objetos manifestando azedume quando tive de dispor desses bens para a causa da Igreja e bem do próximo?

Oitavo mandamento

  • Disse alguma mentira? Causei dano a alguém com minhas mentiras?
  • Divulguei sem necessidade as faltas e defeitos secretos do próximo? Exagerei seus pecados verdadeiros? Atribuí ao próximo faltas supostas, tendo resultado daí prejuízo notável para a reputação ou para a fortuna dele, ou para a entidade a que pertence?
  • Permiti, sem protestar, que outros falassem mal do próximo [sem grave necessidade] na minha presença? Escutei com gosto tais conversas?
  • Difamei ou caluniei irmãos de ideal junto a seus superiores para que sejam punidos injustamente? Tive especial paciência com aqueles que me irritam, desgastam? Fui especialmente bondoso com eles?
  • Semeei discórdia entre amigos por mexericos? Tive suspeitas injustas ou juízos temerários? Fiz intrigas, causei inimizades, ira, rixas, revoltas?
  • Violei segredos de ofício? Ou segredos que me foram confiados? Violei correspondência ou gravei telefonemas sem conhecimento do interlocutor?
  • Por alguma indiscrição que tive, meu próximo ficou prejudicado quer na sua fortuna, quer na sua reputação? Tirei-lhe a boa fama?
  • Alegrei-me com a infelicidade alheia? Tive inveja e tristeza pelo sucesso ou por qualidade e propriedades de outros? Procurei diminuir o valor dos outros para não me sentir inferiorizado?

Deveres de estado

  • Os pais sobre a criação e boa educação de seus filhos na vida e religião.
  • Os esposos sobre sua vida doméstica, castidade conjugal, abertura aos filhos, amor e ajuda mútua na virtude, hierarquia familiar, etc
  • O estudante sobre seus estudos, o empregado sobre seu ofício, o empresário sobre a justiça com seus empregados

Ato de contrição
Pesa-me, Senhor, de todo meu coração de vos ter ofendido, porque sois infinitamente bom, infinitamente santo, infinitamente amável; e porque o pecado vos desagrada, proponho firmemente, com os auxílios de vossa graça, nunca mais vos tornar a ofender e fazer penitência.

Oração para depois da Confissão
Meu bom Jesus, quão bondoso sois! Oh! quem nunca vos ofendera! Apesar de ter sido tão ingrato para convosco, ainda me recebeis na vossa amizade. Podíeis ter me dado a morte, quando eu estava em pecado; podíeis ter me sepultado no inferno para castigar a minha ousadia em transgredir a vossa lei. Mas o vosso amor superou à minha ingratidão e trouxestes-me aos vossos pés para aí me pordes de novo em vossa graça e tranquilizardes o meu coração. Bendito sejais, ó meu Deus misericordioso! Não permitais que eu perca de novo a graça recebida! Antes morrer, que ofender-vos! Meu bom Jesus, minha Mãe Maria Santíssima, meu anjo da guarda, valei-me, para que não torne a pecar.

Ladainha de Nossa Senhora

Kyrie, eleison.
Christe, eleison.
Kyrie, eleison.

Christe, audi nos.
Christe, exaudi nos.

Pater de cælis, Deus, miserere nobis.
Fili Redemptor mundi, Deus, miserere nobis.
Spiritus Sancte, Deus, *
Santa Trinitas, unus Deus, miserere nobis.

Sancta Maria, ora pro nobis.
Sancta Dei Genitrix, *
Sancta Virgo virginum, *
Mater Christi, *
Mater divinæ gratiæ, *
Mater purissima, *
Mater castissima, *
Mater inviolata,
Mater intemerata,
Mater amabilis,
Mater admirabilis,
Mater boni consilii,
Mater Creatoris,
Mater Salvatoris,
Mater Ecclesiae,
Virgo prudentissima,
Virgo veneranda,
Virgo prædicanda,
Virgo potens,
Virgo clemens,
Virgo fidelis,
Speculum justitiæ,
Sedes sapientiæ,
Causa nostræ lætitiæ,
Vas spirituale,
Vas honorabile,
Vas insigne devotionis,
Rosa mystica,
Turris Davidica,
Turris eburnea,
Domus aurea,
Fœderis arca,
Janua cæli,
Stella matutina,
Salus infirmorum,
Refugium peccatorum,
Consolatrix afflictorum,
Auxilium Christianorum,
Regina Angelorum,
Regina Patriarcharum,
Regina Prophetarum,
Regina Apostolorum,
Regina Martirum,
Regina Confessorum,
Regina Virginum
Regina Sanctorum omnium,
Regina Sine labe originali concepta,
Regina in cælum assumpta,
Regina sacratissimi Rosarii,
Regina pacis,

Agnus Dei, qui tollis peccata 
mundi,
parce nobis, Domine.
Agnus Dei, qui tollis peccata 
mundi,
exaudi nos, Domine
Agnus Dei, qui tollis peccata 
mundi,
miserere nobis

℣. Ora pro nobis, sancta Dei Genitrix.
℟. Ut digni efficiamur promissionibus Christi.

Oremus: Concede nos famulos tuos, quæsumus, DomineDeus, perpetua mentis et corporis sanitate gaudere: et gloriosa beatæ Mariæ semper Virginis intercessione, a præsenti liberari tristitia, et æterna perfrui lætitia. Per Christum Dominum nostrum. Amen.

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade *
Senhor, tende piedade de nós.

Cristo, ouvi-nos.
Cristo, atendei-nos.

Deus, Pai dos Céus, tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo, *
Deus Espírito Santo, *
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, *

Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus, *
Santa Virgem das virgens, *
Mãe de Jesus Cristo, *
Mãe da divina graça, *
Mãe puríssima, *
Mãe castíssima, *
Mãe intacta,
Mãe intemerata,
Mãe amável,
Mãe admirável,
Mãe do bom conselho,
Mãe do Criador,
Mãe do Salvador,
Mãe da Igreja,
Virgem prudentíssima,
Virgem venerável,
Virgem louvável,
Virgem poderosa,
Virgem benigna,
Virgem fiel,
Espelho de justiça,
Sede da sabedoria,
Causa de nossa alegria,
Vaso espiritual,
Vaso honorífico,
Vaso insigne de devoção,
Rosa mística,
Torre de David,
Torre de marfim,
Casa de ouro,
Arca da aliança,
Porta do Céu,
Estrela da manhã,
Saúde dos enfermos,
Refúgio dos pecadores,
Consoladora dos aflitos,
Auxílio dos cristãos,
Rainha dos Anjos,
Rainha dos Patriarcas,
Rainha dos Profetas,
Rainha dos Apóstolos,
Rainha dos Mártires,
Rainha dos Confessores,
Rainha das Virgens,
Rainha de todos os Santos,
Rainha concebida sem pecado original,
Rainha assunta aos céus,
Rainha do santo Rosário,
Rainha da paz,

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,
tende piedade de nós

℣. Rogai por nós, santa Mãe de Deus
℟. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo

Oremos: Concedei, Senhor, a vossos servos lograr perpétua saúde de alma e corpo; e que, pela gloriosa intercessão da bem-aventurada sempre Virgem Maria, sejamos livres da presente tristeza e gozemos da eterna alegria. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.

Ladainha do Sagrado Coração

Kyrie, eléison.
Christe, eléison.
Kyrie, eléison.

Christe, audi nos.
Christe, exáudi nos.

Pater de cælis, Deus, 
miserére nobis.
Fili, Redémptor mundi, Deus,
Spíritus Sancte, Deus,
Sancta Trínitas, unus Deus,
miserere nobis.

Cor Iesu, Filii Patris æterni,
miserére nobis.
Cor Iesu, in sinu Virginis Matris a Spiritu Sancto formatum,
Cor Iesu, Verbo Dei substantialiter unitum,
Cor Iesu, maiestatis infinitæ,
Cor Iesu, templum Dei sanctum,
Cor Iesu, tabernaculum Altissimi,
Cor Iesu, domus Dei et porta cæli,
Cor Iesu, fornax ardens caritatis,
Cor Iesu, iustitiæ et amoris receptaculum,
Cor Iesu, bonitate et amore plenum,
Cor Iesu, virtutum omnium abyssus,
Cor Iesu, omni laude dignissimum,
Cor Iesu, rex et centrum omnium cordium,
Cor Iesu, in quo sunt omnes thesauri sapientiæ et scientiæ,
Cor Iesu, in quo habitat omnis plenitudo divinitatis,
Cor Iesu, in quo Pater sibi bene complacuit,
Cor Iesu, de cuius plenitude omnes nos accepimus,
Cor Iesu, desiderium colli-um æternorum,
Cor Iesu, patiens et multæ misericordiæ,
Cor Iesu, dives in omnes qui invocant te,
Cor Iesu, fons vitæ et sanctitatis,
Cor Iesu, propitiatio pro peccatis nostris,
Cor Iesu, saturatum opprobriis,
Cor Iesu, attritum propter scelera nostra,
Cor Iesu, usque ad mortem obediens factum,
Cor Iesu, lancea perforatum,
Cor Iesu, fons totius consolationis,
Cor Iesu, vita et resurrectio nostra,
Cor Iesu, pax et reconciliatio nostra,
Cor Iesu, victima peccatorum,
Cor Iesu, salus in te sperantium,
Cor Iesu, spes in te morientium,
Cor Iesu, deliciæ Sanctorum omnium,

Agnus Dei, qui tollis peccáta mundi,
parce nobis, Dómini.
Agnus Dei, qui tollis peccáta mundi,
exaudi nos, Dómini.
Agnus Dei, qui tollis peccata mundi,
miserere nobis.

℣. Iesu, mitis et humilis Corde,
℟. Fac cor nostrum secundum Cor tuum.

Oremus
Omnipotens sempiterne Deus, respice in Cor dilectissimi Filii tui, et in laudes et satisfactiones, quas in nomine peccatorum tibi persolvit, iisque misericordiam tuam petentibus, tu veniam concede placatus, in nomine eiusdem Filii tui Iesu Christi, qui tecum vivit et regnat in sæcula sæculorum. Amen.

Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus, Pai dos Céuis, tende piedade de nós.
Filho, Redentor do mundo, que sois Deus,
Espírito Santo, que sois Deus,
Santíssima Trindade, que sois um só Deus,
tende piedade de nós.

Coração de Jesus, Filho do Pai Eterno,
tende piedade de nós.
Coração de Jesus, formado pelo Espírito Santo no seio da Virgem Mãe,
Coração de Jesus, unido substan-cialmente ao Verbo de Deus,
Coração de Jesus, de majestade infinita,
Coração de Jesus, templo santo de Deus,
Coração de Jesus, tabernáculo do Altíssimo,
Coração de Jesus, casa de Deus e porta do céu,
Coração de Jesus, fornalha ardente de caridade,
Coração de Jesus, receptáculo de justiça e de amor,
Coração de Jesus, cheio de bondade e de amor,
Coração de Jesus, abismo de todas as virtudes,
Coração de Jesus, digníssimo de todo o louvor,
Coração de Jesus, Rei e centro de todos os corações,
Coração de Jesus, no qual estão todos os tesouros da sabedoria e ciência,
Coração de Jesus, no qual habita toda a plenitude da divindade,
Coração de Jesus, no qual o Pai põe as suas complacências,
Coração de Jesus, de cuja plenitude nós todos participamos,
Coração de Jesus, desejo das colinas eternas,
Coração de Jesus, paciente e misericordioso,
Coração de Jesus, rico para todos os que vos invocam,
Coração de Jesus, fonte de vida e santidade,
Coração de Jesus, propiciação pelos nossos pecados,
Coração de Jesus, saturado de opróbrios,
Coração de Jesus, atribulado por causa de nossos crimes,
Coração de Jesus, feito obediente até à morte,
Coração de Jesus, atravessado pela lança,
Coração de Jesus, fonte de toda a consolação,
Coração de Jesus, nossa vida e ressurreição,
Coração de Jesus, nossa paz e reconciliação,
Coração de Jesus, vítima dos pecadores,
Coração de Jesus, salvação dos que esperam em vós,
Coração de Jesus, esperança dos que expiram em vós,
Coração de Jesus, delícia de todos os santos,

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, tende piedade de nós.

℣. Jesus, manso e humilde de coração,
℟. Fazei nosso coração semelhante ao vosso.

Oremos
Deus onipotente e eterno, olhai para o Coração de vosso Filho diletíssimo e para os louvores e as satisfações que ele, em nome dos pecadores vos tributa; e aos que imploram a vossa misericórdia concedei benigno o perdão em nome do vosso mesmo Filho Jesus Cristo, que convosco vive e reina por todos os séculos dos séculos. Amém.

Ato de Consagração ao Sagrado Coração

Dulcíssimo Jesus, Redentor do gênero humano, lançai os vossos olhares sobre nós, humildemente prostrados diante de vosso altar. Nós somos e queremos ser vossos; e para que possamos viver mais intimamente unidos a Vós, cada um de nós neste dia se consagra espontaneamente ao vosso Sacratíssimo Coração.

Muitos nunca Vos conheceram; muitos desprezaram os vossos mandamentos e Vos renegaram. Benigníssimo Jesus, tende piedade de uns e de outros e trazei-os todos ao vosso Sagrado Coração. Senhor, sede o Rei não somente dos fiéis que nunca de Vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos que Vos abandonaram; fazei que eles tornem, quanto antes, à casa paterna, para que não pereçam de miséria e de fome.

Sede o Rei dos que vivem iludidos no erro, ou separados de Vós pela discórdia; trazei-os ao porto da verdade e à unidade da fé, a fim de que em breve haja um só rebanho e um só pastor. Sede o Rei de todos aqueles que estão sepultados nas trevas da idolatria e do islamismo, e não recuseis conduzi-los todos à luz e ao Reino de Deus.

Volvei, enfim, um olhar de misericórdia aos filhos do que foi outrora vosso povo escolhido; desça também sobre eles, num batismo de redenção e vida, aquele sangue que um dia sobre si invocaram. Senhor, conservai incólume a vossa Igreja, e dai-lhe uma liberdade segura e sem peias; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que de um a outro pólo do mundo, ressoe uma só voz: Louvado seja o Coração divino, que nos trouxe a salvação! A Ele, honra e glória por todos os séculos dos séculos. Amém.

Oração para impetrar uma boa morte

Meu Jesus crucificado, dignai-vos conceder-me a graça que vos peço para minha morte, quando me faltar o uso dos sentidos, de ter em vossas mãos minha última hora e tudo o que virá depois dela. Quando, pois, meus pés, imóveis, me alertarem que minha vida logo chegará ao fim: Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando meus olhos, obscurecidos com a aproximação da morte, já não vos puderem fitar:
Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando meus lábios, ressequidos pela febre, já não puderem beijar as vossas sacratíssimas chagas:
Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando meu rosto pálido e lúgubre trouxer compaixão aos que me circundam e o suor da morte anunciar meu fim:
Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando meus ouvidos estiverem a ponto de se fechar para toda voz humana e abertos apenas a ouvir a irrevogável sentença de vossa Justiça,
Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando minha imaginação, agitada por tenebrosos fantasmas, for mergulhada em uma terrível tristeza,
Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando meu coração, subjugado pela dor, for tomado pelo horror da morte,
Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando eu derramar minhas últimas lágrimas, e eu perder o uso de meus sentidos,
Misericordiosos Jesus, tende piedade de mim!

Quando, finalmente, minha língua entumecida e inerte não puder já falar convosco,
lembrai-vos das ardentes súplicas que agora vos dirijo.

Jesus, Maria, José: encomendo-vos a minha alma.

Oração a S. José após o Rosário (Outubro)

Ó Bem-aventurado S. José, a vós recorremos em nossas tribulações e implorando o socorro de vossa Santíssima Esposa, pedimos também com confiança o vosso patrocínio. Pelo afeto que vos uniu à Imaculada Virgem Maria, Mãe de Deus, e pelo paternal amor que tivestes a Jesus Menino, vos rogamos e suplicamos que olheis benigno para a herança que Jesus Cristo conquistou com seu sangue, e nos assistais em todas as necessidades com o vosso poder e auxílio.

Ó providentíssimo guarda da Sagrada Família, guardai os filhos escolhidos de Jesus Cristo. Preservai-nos, Ó Pai amorosíssimo, de todo o contágio do erro e corrupção; sede-nos propício, ó poderosíssimo Libertador nosso e assisti-nos do alto do Céu nesta luta contra o poder das trevas: e assim como outrora livrastes a Jesus Menino do perigo da morte, assim agora defendei a Santa Igreja de Deus das insídias dos seus inimigos e de todas as adversidades. Concedei-nos a todos o vosso perpétuo patrocínio, para que sustentados por vosso exemplo e auxílio, possamos viver santamente, morrer piamente e alcançar a bem-aventurança no Céu.

Comunhão Espiritual

Creio ó meu Jesus, que estais presente no Santíssimo Sacramento. Amo-vos sobre todas as coisas e desejo-vos possuir em minha alma. Mas como agora não posso receber-vos sacramentalmente, vinde espiritualmente ao meu coração. E, como se já vos tivesse recebido, uno-me inteiramente a vós; não consintais que de vós me aparte.

Oração pela Pátria

Deus e Senhor nosso, protegei a vossa Igreja, dai-lhe santos pastores e dignos ministros. Derramai as vossas bênçãos, sobre o nosso santo padre, o Papa, sobre o nosso arcebispo, sobre o nosso Pároco, sobre todo clero, sobre o chefe da Nação e do Estado, e sobre todas as pessoas constituídas em dignidade para que governem com justiça.Dai ao povo brasileiro paz constante e prosperidade completa. Favorecei, com os efeitos contínuos de vossa bondade, o Brasil, este arcebispado, a paróquia em que habitamos, a cada um de nós em particular, e a todas as pessoas por quem somos obrigados a orar ou que se reco­mendaram às nossas orações. Tende misericórdia das almas dos fiéis que padecem no purgatório. Dai-lhes, Senhor, o des­canso e a luz Eterna.

Quinze minutos diante de Jesus Sacramentado

Não é preciso, meu filho, saber muito para me agradar, basta amar-me fervorosamente. Fala-me, pois, de uma maneira simples, assim como falarias com o mais íntimo dos amigos…

Tens algum pedido em favor de alguém?
Menciona-me teu nome e dize-me o que desejas que Eu te faça. Pede muito. Não receies pedir. Conversa comigo, simples e francamente, sobre os pobres que gostarias de consolar, sobre os doentes que vês sofrer, sobre os desencaminhados que tanto desejas ver novamente no caminho certo. Dize-me a favor deles ao menos uma palavra.

E tu, não precisas de alguma graça?
Dize-me abertamente que te reconheces orgulhoso, egoísta, inconstante, negligente… e pede-me, então, que Eu venha em teu auxílio nos poucos ou muitos esforços que fazes para te livrares destas faltas. Não te envergonhes! Há muitos justos, muitos santos no céu que tinham exatamente os mesmos defeitos que ti. Mas pediram com humildade e, pouco a pouco, se viram livres deles.
Tampouco deixes de me pedir saúde, bem como resultados nos teus trabalhos, nos teus negócios ou estudos. Posso dar-te e realmente te darei tudo isso, contanto que não se oponha à tua santificação, mas, antes, a favoreça. Mas quero que o peças. Do que necessitas precisamente hoje? Que posso fazer por ti? Ah, se soubesses quanto Eu desejo ajudar-te!

Andas preocupado com algum projeto?
Conta-me. O que é que te ocupa? Que pensas? Que desejas? Que posso Eu fazer por teu irmão, por tua irmã, por teus amigos, por tua família, por teus superiores? Que gostarias de lhes fazer? E no que se refere a mim, não sentes o desejo de me ver glorificado? Não queres fazer um favor aos amigos que amas, mas que talvez vivam sem jamais pensar em mim? Dize-me: em que se detém, hoje, de maneira especial, tua atenção? Que desejas mais vivamente? Quais os meios que tens para alcançá-lo? Conta-me se não consegues fazer o que desejas e Eu te indicarei as causas do insucesso. Não gostarias de conquistar os meus favores?

Por acaso estás triste ou mal-humorado?
Conta-me com todos os pormenores o que te entristece. Quem te feriu? Quem ofendeu o teu amor ao próximo? Quem te desprezou? Conta-me tudo. Então, em breve, chegarás ao ponto de me dizer que, imitando-me, queres perdoar tudo e de tudo te esqueceres. Como recompensa, hás de receber a minha bênção consoladora.

Acaso tens medo?
Sentes na tua alma melancolia e incerteza que, embora não justificadas, não deixam de ser dolorosas? Lança-te nos braços da minha amorosa providência. Estou contigo, a teu lado. Vejo tudo, ouço tudo e, em momento algum, te desamparo. Sentes frieza da parte de pessoas que antes te queriam bem e que agora, esquecidas, se afastam de ti apesar de não encontrares em ti motivo algum para isso? Roga por elas, pois, se não forem obstáculo à tua santificação, Eu as trarei de volta a teu lado.

Não tens alguma alegria que possas partilhar Comigo?
Por que não me deixas tomar parte nela com a força de um bom amigo? Conta-me o que, desde ontem, desde tua última visita, consolou e agradou teu coração. Talvez fossem surpresas agradáveis; talvez boas notícias tenham sido recebidas, uma carta, uma demonstração de carinho; talvez tenhas conseguido vencer alguma dificuldade ou sair de algum apuro. Tudo obra minha. Dize-me, simplesmente, como um filho ao seu pai: Obrigado, meu Pai, obrigado!

E não queres prometer-me alguma coisa?
Bem sabes que Eu leio o que está no fundo do teu coração. É fácil enganar os homens, mas a Deus não podes enganar. Fala-me, pois, com toda a sinceridade. Fizeste o propósito firme de, no futuro, não mais te expores àquela ocasião de pecado, de te privares do objeto que te seduz, de não mais leres o livro que exalta a tua imaginação, de não procurares a companhia das pessoas que perturbam a paz da tua alma? Serás novamente amável e condescendente para agradar àquela outra a quem, por ter te ofendido, considerastes até hoje como inimiga?

Agora, meu filho, volta agora às tuas ocupações habituais: ao teu trabalho, à tua família, aos teus estudos. Mas não esqueças os quinze minutos desta agradável conversa que tiveste aqui, a sós comigo, no silêncio do santuário. Pratica, tanto quanto possível, o silêncio, a modéstia, o recolhimento, a serenidade e a caridade para com o próximo. Ama e honra minha Mãe, que é também tua. E volta amanhã, com o coração mais amoroso, mais entregue a mim. No meu coração hás de encontrar, em cada dia, um amor totalmente novo, novos benefícios e novas consolações. Vem, que Eu aqui te espero.

Outras orações

Angelus: Louvor à Virgem Mãe de Deus

Em seu livro, Vida dos Santos, Alban Butler relata que o Papa Urbano II, no concílio de Clermont (A. D. 1095) ordenou que os sinos...

Oração do Paraquedista

Diante da turbulência do mundo, que essa seja a nossa oração diária

Regina Sine labe originali concepta
ora pro nobis

Artigos Relacionados