Hora Santa

I

Esta é a hora três vezes santa pela venturosa presença de Jesus Cristo, junto às nossas almas miseráveis… A ferida de seu peito, sempre aberta, lembra-lhe a terra e suavemente o obriga a atender, ao mesmo tempo que aos cânticos do céu, às súplicas e aos gemidos que sobem do desterro. Estejamos atentos à sua voz!

 

Jesus
Eis aqui o coração que tanto amou os homens! Contemplai-o, filhos meus, saturado de opróbrios nesta Hóstia, onde só por vós palpita, entre chamas de caridade… E que não podendo conter por mais tempo os ardores que o consomem quis entregar-se ao mundo, que o tem atravessado pela lança da ingratidão e do desprezo!

Este é o supremo e último recurso da minha redenção. Aqui tendes o meu coração, eu vo-lo dou, eu vo-lo entrego sem reservas, em troca do vosso, embora manchado de crimes e ingratidões… “Sítio!…”. Eu tenho sede de ser amado neste Sacramento do Altar onde tenho sido até agora o Rei do silêncio, o Monarca do esquecimento… Mas chegou a hora dos meus triunfos. Eu venho reconquistar a terra; salvá-la-ei a despeito do inferno, pela onipotência do meu Coração. Aceitai-o. Eu vo-lo rogo, estendei as mãos para receber este dom supremo da minha misericórdia

Eu venho trazer-vos fogo de vida, de amor sem limites, fogo de santidade, fogo de sacrifício… E que hei de querer senão que arda

Contemplai o meu peito dilacerado… Aí tendes o coração que vos amou nos abatimentos de Belém, mais ainda nas humilhações e na obscuridade de Nazaré e, muito mais, nas angústias de Getsemani e nas torturas ignominiosas do Calvário… E vós não sabeis amar-me

A minha alma está triste até a morte, pois a vinha dos meus amores só produziu os espinhos que circundam o meu coração. Tirai-mos, durante esta “Hora Feliz”, em que o vosso Deus prisioneiro dá amor e pede amor… Vinde, filhos meus, tomai este coração, aceitai-o como penhor de ressurreição. Em troca trazei-me os vossos corações, as vossas almas, as vossas vitórias, todas as vossas penas e alegrias! Vinde, eu perdôo todas as vossas ofensas, ingratidões e desprezos, mas dizei-me que me quereis para o vosso Rei e que aceitais o dom incomparável do meu Sagrado Coração.

Não merecemos este dom: humilhemo-nos reconhecendo a nossa indignidade, mas, longe de o repelir, reclamemos o favor imenso que o nosso Deus nos oferece para a nossa santificação.

II

Ó Jesus! Vendo-vos tão bondoso e pródigo de vossas graças, não diremos como o apóstolo: “Senhor! Afastai-vos de nós, porque somos miseráveis pecadores…”, pelo contrário, corremos ao encontro de vossos desejos, ansiosos por estreitar contra nosso peito o Coração divino que tanto nos amou…

Vinde, Jesus! Vinde repousar à sombra do nosso amor…

℣.Quando os soberbos governadores das nações ultrajarem o vosso nome e as vossas leis…
℟. Lembrai-vos de que vos pertencemos e que estamos consagrados à glória do vosso divino Coração!

℣. Quando as turbas agrupadas pelo averno e os sectários, seus sequazes, assaltarem os vossos santuários, sedentos de sangue…
℟. Lembrai-vos de que vos pertencemos e que estamos consagrados à glória do vosso divino Coração!

℣. Quando gemer a vossa Igreja sob os grilhões e as cadeias com que os poderosos e os pretensos sábios querem entravar os seus progressos e inutilizar os seus esforços…
℟. Lembrai-vos de que vos pertencemos e que estamos consagrados à glória do vosso divino Coração!

℣. Quando tantos bons e virtuosos medirem com avareza os sacrifícios e as boas obras, mostrando-se mesquinhos para convosco, quando tão pródigos para o mundo…
℟. Lembrai-vos de que vos pertencemos e que estamos consagrados à glória do vosso divino Coração!

℣. Quando vos oprimir a deslealdade das almas escolhidas que deveriam esquecer as coisas da terra para serem inteiramente vossas, então, mais do que nunca, nessa hora de suprema desolação…
℟. Lembrai-vos de que vos pertencemos e que estamos consagrados à glória do vosso divino Coração!

 

Jesus
Todo o meu desejo, amados filhos, é dar a minha vida! Dei-a, derramando o meu sangue até a última gota… Dei-a, oferecendo o meu Coração com todos os seus tesouros… Dou-a, todos os dias, na minha Eucaristia, em que me entrego todo inteiro, para vos fazer participantes da minha própria vida… Assim o quero porque precisais de mim nas vossas debilidades de consciência, na fraqueza dos vossos propósitos, na inconstância do vosso amor…  Vinde! Eu sou a luz e a fortaleza!

 

Se sentimos remorsos de alguma culpa grave, infidelidade ou falta de generosidade no cumprimento de nossos deveres cristãos, se temos magoado o nosso adorável Salvador, recusando-lhe algum sacrifício que de nós exige, peçamos perdão a Jesus, fazendo um propósito sincero e enérgico para o futuro.

III

Divino Mestre e Salvador nosso, cheio de confusão nos prostramos em vossa presença e, detendo a vista sobre o Tabernáculo solitário, onde estais prisioneiro por nosso amor, sentimos oprimido o Coração pelo abandono e desprezo em que vos deixam os próprios cristãos, as almas vossas prediletas, e mesmo as que se consagram ao vosso serviço!

Já que com tanta condescendência permitis que durante esta “Hora” os que aqui se acham misturem suas lágrimas com as vossas… Nós vos louvamos, Jesus, por aqueles que vos maldizem, rezamos por aqueles que vos esquecem, choramos por aqueles que vos ofendem e vos adoramos por aqueles que vos abandonaram…

Aceitai, ó Senhor, o clamor da expiação que um sincero pesar arranca de nossas almas angustiadas.

℣. Pelos nossos pecados, pelos pecados de nossos parentes, amigos e inimigos.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelas infidelidades e sacrilégios.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!!

℣. Pelas blasfêmias e profanação dos dias santos.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelas libertinagens e escândalos públicos.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pela falta de modéstia no trajar.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelos corruptores da infância e da juventude.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pela sistemática desobediência à Santa Igreja.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelos crimes do lar cristão, pelas faltas dos pais e dos filhos.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelos perturbadores da ordem pública, social e cristã.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pela covardia dos que devem defender a nossa religião.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelo abuso dos santos sacramentos.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelos sacerdotes que vos desprezam, pelos que rejeitaram as fileiras sacerdotais e pelos que não se esforçam em conhecer sua verdadeira vocação
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. Pelos ataques da imprensa ímpia e maquinação das seitas secretas.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

℣. E, sobretudo, pelos bons que vacilam, que resistem às inspirações da vossa divina e sapientíssima graça.
℟. Perdão! Perdão, ó Divino Coração!

 

Jesus
Almas queridas… Olhai para a minha fronte marcada com a sentença de morte depois da ignomínia de ser tratado como louco! Considerai estes mistérios de dor e caridade que se perpetuam no Santíssimo Sacramento do Altar. O meu amor é infinito e o vosso tem sido tão mesquinho! Vede as minhas mãos atadas por aqueles que pedem uma vergonhosa liberdade… Outros, nas horas de licença e de pecado, forjam minhas cadeias, os pregos que me prenderam na Cruz… Olhai para esse manto branco de insensato e pensai nessa multidão que me abandona pelo respeito humano “porque o mundo condena como louco aqueles que me seguem de perto…”.

Oh! Os sábios se envergonham de mim, os grandes me desprezam, os que são felizes me esquecem, para os que governam sou um réu, os que querem gozar a vida fazem de mim um verdugo. Porém, para todos, desde que chorem seus pecados, sou o Pai, o amigo, o redentor!

 

Em reparação das ofensas que recebe Jesus na Sagrada Eucaristia, ofereçamos em particular as preces desta hora para a glória do Santíssimo Sacramento do Altar, para o triunfo da santa mãe, a Igreja, e extinção das forças e ideologias que espalham em toda a parte a impiedosa corrupção e a desordem.

 

IV

Que pediremos ao Senhor nesta hora? Triunfai, Senhor Jesus, na Hóstia Consagrada. Atraí todos a vós. Convertei o Brasil, reinai sobre o mundo inteiro. Multiplicai as conversões. Ouvi, Senhor, nossos clamores, e a começar por nós mesmos, convertei o mundo inteiro!

℣. Há pessoas que imaginam que é possível ser ao mesmo tempo católico e espírita
℟. Convertei, Senhor, os espíritas, convertei o mundo inteiro!

℣. Há quem esteja no protestantismo pensando que a igreja protestante é a verdadeira Igreja de Jesus Cristo!
℟. Convertei, Senhor, os protestantes, convertei o mundo inteiro!

℣. Os judeus ainda esperam o Messias, sem perceber que em Jesus Cristo se realizaram todas as profecias
℟. Convertei, Senhor, os judeus, convertei o mundo inteiro!

℣. Os muçulmanos inventaram para si uma fé que martiriza vossos filhos. Mas compadecei-vos deles, Senhor, e convertei-os!
℟. Convertei, Senhor, os muçulmanos, convertei o mundo inteiro!

℣. Muitos são atraídos pela superstição, pelo paganismo, pela astrologia e toda espécie de ocultismo.
℟. Convertei, Senhor, os pagãos, convertei o mundo inteiro!

V.  Muitos estão no Comunismo porque não sabem que a sede de justiça só se saciará em Vós e não conhecem a Doutrina Social da Igreja.
℟. Convertei, Senhor, os comunistas, convertei o mundo inteiro!

℣. Há muitos católicos que, enganadas pelo Príncipe das Trevas, deixaram-se corromper pelo modernismo e pela paixão do século, e hoje pretendem viver uma fé entregue ao sentimentalismo, às paixões e ao relativismo
℟. Convertei, Senhor, os modernistas, convertei o mundo inteiro!

℣. E ainda há os que ingressaram nas fileiras secretas, inimigas da Santa Fé. Perdoai-os, Senhor e convertei-os
℟. Convertei, Senhor, os maçons, convertei o mundo inteiro!

℣. De certo modo mais triste ainda é a condição dos indiferentes, dos que não tem tempo para Deus
℟. Convertei, Senhor, os indiferentes, convertei o mundo inteiro!

℣. Convertei-nos, Senhor, e convertei o mundo inteiro. Convertei os pecadores e daí a todos a vossa salvação
℟. Convertei, Senhor, os pecadores, convertei o mundo inteiro!

℣. Oremos pelo nosso pontífice N.
℟. Que o Senhor o conserve, o vivifique, faça-o feliz sobre a Terra e não o entregue à fúria de seus inimigos

℣. Oremos pelo nosso arcebispo N.
℟. Que presida e apascente na vossa fortaleza, Senhor, e na sublimidade do vosso nome.

℣. Consideremos, também, aqueles que nos governam
℟. Para que do trabalho terreno cheguem com todo o vosso povo à celeste pátria

℣. Deixai, ó Jesus, que em vosso Coração Eucarístico depositemos nossas mais ardentes preces pelo nosso clero e sede propício aos nossos pedidos
℟. Multiplicai as vocações sacerdotais na nossa pátria, atraí ao vosso altar os filhos do nosso Brasil, chamai-os com instância ao vosso ministério

℣. Abençoai, Ó Jesus, todos os religiosos
℟. Dai-lhes, Senhor, a graça de vencer todos os afetos terrenos e de perseverar na sua vocação até a morte

℣. Jesus, Bom Pastor, nós vos pedimos pelo nosso diretor N., para que ele continue nos orientando sempre com firmeza e amor na nossa santificação e em nosso apostolado, e pela diretoria
℟. Abençoai-os, Senhor, por todos os seus trabalhos e dai-lhes um dia a glória do Céu, junto a vós, Senhor, e de vossa Mãe Santíssima.

℣. Senhor, uni na mais forte caridade todos os vossos coroinhas e acólitos, servidores do altar. Dai-nos força e graça para atingirmos a santidade e realizarmos vosso desejo em nossas vidas.
℟. Concedei-nos copiosamente vossa luz e a vossa graça, a fim de que nos tornemos cada dia mais dignos e aptos em nossa santa missão de promover entre os homens o Reinado de vosso Divino Coração.

℣. Sê, Senhor, para os agonizantes e atormentados um refúgio protetor
℟. Pois vós sois a única Fortaleza e pelo Vosso Nome guiai os justos às mansões celestes.

℣. Finalmente, meu Deus, nós trazemos à vossa presença adorável a lembrança de todos aqueles que nos precederam no sinal da fé e agora jazem no sono da paz.
℟. A todos eles, Senhor, concedei o lugar de refrigério e de paz, nos esplendores da luz perpétua. Amém. 

Pai Nosso…  Ave Maria… Glória ao Pai…

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *