Súplica aos Santos Anjos

Extraído do devocionário do manual antigo da Congregação Mariana

Arcanjos São Rafael, São Miguel e São Gabriel.

Aos Santos Anjos

I. Súplicas

  1. Ó meu Anjo custódio, príncipe celestial e meu amoroso tutor, alcançai-me perdão dos desgostos que a Deus e a Vós tenho dado e imprimi na minha alma tão profundo respeito para convosco, que nunca me atreva a fazer coisa que vos desagrade.
    Pater Noster. Ave Maria. Gloria Patri.
  2. Ó meu glorioso guia, médico e poderoso intercessor, alcançai-me graça para curar-me das misérias que me oprimem, superar os obstáculos à salvação, e obedecer profundamente às vossas inspirações.
    Pater Noster. Ave Maria. Gloria Patri. 
  3. Ó espírito puríssimo, fiel ministro do Todo-Poderoso, impetrai-me a graça de propagar o vosso culto, de esmerar-me na devoção à vossa augusta Rainha, e de viver enfim convosco no Céu.
    Pater Noster. Ave Maria. Gloria Patri.

Jaculatória


Angele Dei, qui custos es mei, me tibi commissum pietate superna. (Hodie) ilumina, custodi, rege et guberna. Amen.

V. In conspectu angelorum psallam tibi, Deus meus.
R. Adorabo ad templum sanctum tuum, et confitebor nomini tuo.

Oremus
Deus qui ineffabili providentia sanctos Angelos tuos ad nostram custodiam mittere dignaris: largire supplicibus tuis, et eorum semper protectionem defendi, et aeterna societate gaudere. Per Christum Dominum Nostrum. R. Amen.

Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, já que a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, guarda, governa e ilumina. Amém.

V. Louvar-Vos-ei, Deus meu, em presença de vossos anjos.
R. Adorar-Vos-ei em vosso templo e confessarei o vosso nome.

Oremos
Ó Deus, que por inefável vos dignastes enviar os vossos Anjos para a nossa guarda; concedei aos vossos fiéis que sejam sempre defendidos pelo seu patrocínio e gozem eternamente de sua companhia. Por Cristo Senhor Nosso. Amém.

 

II. Oração
(São João Berchmans)

Anjo santo de Deus querido, que por divina disposição me tomastes debaixo da vossa santa guarda desde o primeiro instante do meu ser e nunca cessastes de me defender, iluminar e reger: eu vos venero como padroeiro, amo-vos como guarda, submeto-me a vós, para ser por vós governado. Pelo amor de Jesus Cristo vos rogo e suplico que, ainda quando eu vos for ingrato ou rebelde às vossas inspirações, me não abandoneis, antes benignamente me reponhais em caminho direito, quando dele me desviar. Iliminai-me nas minhas dúvidas, nas quedas, levantai-me, fortalecei-me nos perigos, até me introduzirdes no Céu, a gozar convosco na eterna felicidade. Amém.

Loading Likes...

Artigos Relacionados

1 Resultado

  1. 26 de novembro de 2018

    […] Mantinha especial devoção para seu anjo da guarda, a ponto de ter escrito sua famosa oração1: […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *