Conselhos de Santo Tomás para os estudos

Irmão,
perguntastes-me como vos convém estudar de modo que chegueis a adquirir o tesouro da Ciência. Estes são os conselhos que vos dou, hoje:

  1. Não vos lanceis de pronto ao Oceano, antes entrai pelos riachos e córregos, pois é conveniente que do mais fácil desemboques ao mais difícil;
  2. Quero que sejais lento em falar, e lento em chegar onde se fala;
  3. Conservai a pureza de consciência;
  4. Não deixeis de vos entregar à oração;
  5. Gostai de frequentar vossa cela se quereis ser introduzido na cela da vinha do Senhor;
  6. Mostrai-vos amável com todos;
  7. Não queirais andar investigando os atos alheios;
  8. Não sejais demasiadamente íntimo de ninguém, pois o excesso de familiaridade gera o menosprezo e a ocasião de substrair tempo ao estudo;
  9. Não participeis de maneira alguma nas palavras e obras dos homens do mundo;
  10. Fugi sobretudo do ativismo inútil;
  11. Não deixeis de seguir o rastro dos santos e dos homens de bem;
  12. Não olheis quem diz, mas aquilo que disser de bom confiai à vossa memória;
  13. Tratai de compreender aquilo que ledes e ouvis;
  14. Esclarecei sempre vossas dúvidas;
  15. Esforçai-vos para colocar tudo o que puderdes no cofre de vossa mente como quem deseja encher copo;
  16. Não investigais coisas que ultrapassam vossa capacidade.

 

Se seguirdes estes conselhos, carregareis e produzireis, durante vossa vida, folhas e frutos úteis na vinha do Senhor do Exércitos. Se mantiverdes tudo isso, podereis alcançar o que desejais.

Santo Tomás de Aquino em carta ao Irmão João

 

Oração antes dos estudos de Santo Tomás de Aquino

Infalível Criador, que dos tesouros da Vossa sabedoria, tiraste as hierarquias dos Anjos colocando-as com ordem admirável no céu; distribuístes o universo com encantável harmonia, Vós que sois a verdadeira fonte da luz e o princípio supremo da sabedoria, difundi sobre as trevas da minha mente  o raio do esplendor, removendo as duplas trevas nas quais nasci: o pecado e a ignorância.

Vós que tornaste fecunda a língua das crianças, tornai erudita a minha língua e espalhai sobre os meus lábios a vossa bênção. Concede-me a acuracidade para entender, a capacidade de reter, a sutileza de relevar, a facilidade de aprender, a graça abundante de falar e de escrever. Ensina-me a começar, rege-me a continuar e perseverar até o término. Vós que sois verdadeiro Deus e verdadeiro homem, que vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém.

Loading Likes...

Artigos Relacionados