100 Anos do Milagre do Sol


Santa Jacinta Marto, Lúcia e São Francisco Sarto, os três pastorinhos de Fátima.

Um dos acontecimentos mais importantes do século XX completa 100 anos neste dia 13 de outubro de 2017. Após aparecer aos três pastorinhos todos os meses desde maio, pedir insistentemente pela recitação diária do terço e pela conversão dos pecadores, Nossa Senhora apareceu a uma multidão para fazer o grande sinal para que os incrédulos acreditassem e tivessem fé. Na hora costumeira as pessoas rezavam o terço: uma multidão de cerca de 70 mil pessoas esperava ansiosa por aquele momento. Nossa Senhora, então, apareceu aos 3 pastorinhos sobre a azinheira, como das vezes anteriores, quando Lúcia perguntou:

-“Que é que Vossemessê me quer? ”

-“Quero dizer-te que façam aqui uma capela em minha honra; que sou a Senhora do Rosário; que continuem sempre a rezar o Terço todos os dias. […]” .

              Nossa Senhora finalmente se revela como Senhora do Rosário e insiste novamente que as pessoas rezem o terço todos os dias. Que mais se poderia dizer sobre tão santa devoção? Além de ser tantas vezes aprovada pelos Santos Padres, incentivada pelos santos, Nossa Senhora aparece com um título especialmente para esta devoção e pede sempre que se reze o terço todos os dias. Aqui cabe um questionamento a cada um: temos feito o que Nossa Senhora tanto tem pedido? Temos rezado o terço diariamente e feito com que outras pessoas também rezem? “Quantos pecadores se perdem por não haver quem reze ou faça sacrifício por eles”.

            Em seguida o diálogo continua: – “Eu tinha muitas coisas para lhe pedir: se curava uns doentes e se convertia uns pecadores, etc. …”.

– “Uns sim, outros não. É preciso que se emendem; que peçam perdão dos seus pecados. Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor, que já está muito ofendido. ”

               “Nesse momento, abriu as mãos e fez com que elas se refletissem no Sol, e começou a Se elevar, desaparecendo no firmamento. Enquanto se elevava, o reflexo de sua própria luz se projetava no Sol.

Os pastorinhos então viram, ao lado do Sol, o Menino Jesus com São José e Nossa Senhora. São José e o Menino traçavam com a mão gestos em forma de cruz, parecendo abençoar o mundo.

Desaparecida esta visão, Lúcia viu Nosso Senhor a caminho do Calvário e Nossa Senhora das Dores. Ainda uma vez Nosso Senhor traçou com a mão um sinal da Cruz, abençoando a multidão.

Por fim aos olhos de Lúcia apareceu Nossa Senhora do Carmo com o Menino Jesus ao colo, com aspecto soberano e glorioso.

As três visões recordaram, assim, os Mistérios gozosos, os dolorosos e os gloriosos do Santo Rosário. O milagre do Sol Enquanto se passavam essas cenas, a multidão espantada assistiu ao grande milagre prometido pela Virgem para que todos cressem. ”

“No momento em que Ela se elevava da azinheira e rumava para o nascente, o Sol apareceu por entre as nuvens, como um grande disco prateado, brilhando com fulgor fora do comum, mas sem cegar a vista. E logo começou a girar rapidamente, de modo vertiginoso. Depois parou algum tempo e recomeçou a girar velozmente sobre si mesmo, à maneira de uma imensa bola de fogo. Seus bordos tornaram-se, a certa altura, avermelhados e o Astro-Rei espalhou pelo céu

chamas de fogo num redemoinho espantoso. A luz dessas chamas se refletia nos rostos dos assistentes, nas árvores, nos objetos todos, os quais tomavam cores e tons muito diversos, esverdeados, azulados avermelhados, alaranjados etc. ”

Testemunhas oculares do milagre do sol em Fátima.

Os estudiosos das aparições de Fátima são praticamente unânimes em fazer uma analogia da Igreja com o sol se movendo desordenadamente e se precipitando: aquela que deve ser Luz da verdade a todos os povos. E como não ver neste milagre um grave sinal da crise que vem destruindo todo o resquício de fé que ainda parece sobreviver? Somente confiando fielmente em Nossa Senhora e em seu Divino Filho para não sucumbir a tantas investidas contra a Fé.

Com cerca de 10 minutos total de duração, o milagre do sol foi presenciado por toda sorte de gente, por jornalistas e escritores ateus e de outras religiões, que foram para zombar da fé do povo, mas que acabaram surpresos pela grandeza do milagre, que foi visto inclusive em regiões longínquas, deixando ainda mais claro que não se tratava de alguma espécie

de sugestão coletiva. Inclusive as roupas que antes estavam molhadas pela forte chuva mostravam-se totalmente secas. Ao fim, ninguém ousava por em dúvida o que acabaram de presenciar, além das muitas curas de doentes e conversões que aconteceram no momento. O prof. Almeida Garrett, testemunha do milagre o atestou: “Todos os fenómenos que descrevi foram observados por mim num estado de mente calmo e sereno sem nenhuma perturbação emocional. Cabe aos outros interpretá-los e explicá-los. Finalmente, tenho que declarar que nunca, antes ou depois de 13 de outubro [1917], observei semelhante fenómeno solar ou atmosférico. ”

As aparições de Nossa Senhora do Rosário em Fátima, em conjunto com as aparições em La Salette e em Lourdes falam diretamente de uma grande investida contra a Igreja, que sofre sua Paixão como Nosso Senhor. Que Nossa Senhora nos conceda a graça da perseverança final nestes tempos de confusão e dificuldades.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós.


Com citações de “Era uma Senhora mais brilhante que o sol”, Pe. João M. de Marchi.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *