D. Mayer aos Congregados Marianos

Fiel imitador da Virgem Santíssima, o mariano é o soldado ideal para a imensa luta que a Igreja de Deus trava ao longo da grande tormenta contemporânea. A ele especialmente é dirigido o apelo do Santo Padre Pio XII quando registra

O plano espantoso que visa a arrancar radicalmente das almas a fé em Cristo, e à dominação do mundo pelo inimigo dos homens e de Deus. E há homens – prossegue o Papa – homens miseráveis, que servem de instrumento a esta destruição. Trava-se uma luta que cresce por assim dizer cada dia, em proporção e em violência; e por isso é necessário que todos os cristãos, mas especialmente todos os católicos militantes, estejam de pé e combatam até a morte, se for preciso, pela Igreja, sua Mãe, com as armas que lhes são permitidas1.

Diante desta grave advertência de Vigário de Cristo na terra, dirijamos uma prece à Virgem Imaculada, neste seu ano jubilar, para pedir-lhe apóstolos marianos para o Brasil, servindo-nos das mesmas palavras com que o mais ardente de seus servidores, S. Luiz Maria Grignion de Montfort, implorava a Nosso Senhor missionários para sua Companhia:

Dai-nos, ó Virgem Imaculada, verdadeiros filhos vossos, engendrados e concebidos por vossa caridade, conduzidos em vosso seio, presos ao vosso coração, por Vós nutridos, educados por vossa solicitude, sustentados em vossos braços, enriquecidos de vossas graças. Verdadeiros filhos vossos que vão como outros tantos S. Domingos com o facho lúcido e ardente dos Santos Evangelhos na boca, em sua mão o Santo Rosário, o ladrar, como cães fieis, contra os lobos que só buscam estraçalhar o rebanho de vosso Filho, Jesus Cristo.

Verdadeiros filhos vossos que vão, ardendo como fogos, e iluminando como sóis as trevas deste mundo; e que por meio de uma verdadeira devoção a Vós, Mãe terníssima isto é, uma devoção interior, sem hipocrisia; exterior, sem criticas; prudente, sem ignorando; terna, sem indiferença; constante, sem versatilidade, e santa, sem presunção esmaguem, por toda a parte, a cabeça da antiga serpente, afim de que a maldição que sobre ela lançou o Altíssimo seja inteiramente cumprida: Inimicitias ponam inter te et Mulierem, et semen tuum, et semen illius. Ipsa conteret caput tuum.

Verdadeiros filhos vossos, que por seu abandono à Providencia e pela devoção ao vosso Coração Imaculado, tenham a pureza da doutrina e dos costumes, a integridade da Fé e da moral; e uma caridade perfeita e firme para com o próximo, cuja alma amem até darem a vida para salvá-la. Dai-nos, Virgem Imaculada, verdadeiros filhos vossos, que vivam esquecidos de si, consagrados à vossa gloria e ao vosso reino, para que seja glorificado Jesus, vosso Divino Filho e a nós venha seu reino bendito”.

D. Antonio de Castro Mayer em 1954

  1. Rádio-mensagem à A. C. Italiana na abertura do Ano Mariano — 8-12-1953
Loading Likes...

Artigos Relacionados