A Senhora do Calvário

No Calvário, Jesus, entre ladrões, morria
exposto ao mais cruel de todos os tormentos,
e ainda errava no espaço um coro de violentos
insultos que da turba em cólera subia.

Nisto, a sombra, descendo, apaga a luz do dia
a terra treme… Em tudo há trágicos acentos
e todos fogem, sob estranhos sentimentos,
enquanto o véu do Templo em dois se dividia

Fogem todos, porém uma mulher bondosa
ficara a contemplar na treva pavorosa
do corpo de Jesus o desusado brilho

Era Maria. O rosto em lágrimas banhado,
não deixara sozinho o morto muito amado,
que, embora fosse Deus, era também seu filho

Moura Rego

 

Loading Likes...

Artigos Relacionados