S. Afonso Rodrigues, confessor

Imagem relacionada

Confessor e Religioso (jesuíta).

Nascimento

25/07/1532, em Segóvia, Espanha

Morte

31/10/1617

Beatificação

1825, em Roma, pelo Papa Leão XII

Canonização

06/07/1887, em Roma, pelo Papa Leão XII

Festa Litúrgica

30 de Outubro

Onde Foi Congregado

Diretor de CM na Ilha de Maiorca, Espanha

São Afonso Rodrigues foi um leigo consagrado jesuíta espanhol, filho de uma família pobre, mas profundamente cristã. Seu pai era um simples comerciante de tecidos e sua mãe era dona de casa além de mãe de 11 filhos. Apesar da pobreza, teve uma infância repleta de felicidades, pois sua família era unida e cheia de fé.

Por causa da morte de seu pai, precisou abandonar os estudos no primário para tomar conta do comércio. Sete anos após a regularização da situação familiar, em 1555, sua mãe o aconselhou a casar, e ele assim seguiu o conselho. Casou-se com Maria Suarez, com quem teve 3 filhos. Perdeu dois e ficou viúvo aos 32 anos. Por conta dos acontecimentos, Afonso perdeu o controle dos negócios que possuía e ficou sem crédito.

Entrou em crise espiritual por conta de todo o acontecido, mas entregou-se à oração, à penitência e, com a direção de um sacerdote, descobriu o seu chamado para ser um irmão leigo religioso. Apesar de todas as dificuldades que enfrentava, sendo a principal a falta de estudos, foi aceito na Companhia de Jesus como irmão e, após a conclusão de seu noviciado, foi enviado para o colégio de formação.

Desempenhou o papel de porteiro além de prestar vários serviços para todos, mas por meio de seus comportamentos e obediência, conquistou assim várias virtudes, sendo, acima de tudo, a sua obediência, a prova de verdadeira humildade.

Possuía como regra “Agradar somente a Deus, cumprir sempre e em toda a parte a Vontade Divina". Ajudou a diversas pessoas, sendo uma delas São Pedro Claver.

Sua austeridade e rigor na vida para a entrega à oração, obediência absoluta e o interesse pelos assuntos espirituais, o levaram a uma vida de santidade.  Outro destaque, foi a difusão e popularização do Ofício Menor da Imaculada Conceição. Morreu em 31/10/1617, mas antes disso teve muito sofrimento.

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *