S. Felipe Evans, mártir

Resultado de imagem para st philip evans

Nascimento

1645, em Monmouthshire, País de Gales

Morte

22/07/1679, em Cardiff, País de Gales

Beatificação

1929, em Roma, pelo Papa Pio XI

Canonização

1970, em Roma, pelo Papa Paulo VI

Festa Litúrgica

22 de julho

Onde Foi Congregado

Colégio dos Jesuítas em Saint-Omer, França

Felipe Evans nasceu em Monmouthshire, País de Gales, em 1645. Ele era filho de Winifred Morgan de Llanvihangel Crucorney e William Morgan de Llangattock Vibon Avel, perto de Monmouth. Filipe foi educado em St. Omer e entrou no noviciado jesuíta em Watten em 7 de setembro de 1665. Quando completou seu treinamento, foi ordenado em Liège em 1675 e enviado para a Missão Inglesa.

De volta ao País de Gales, o Padre Felipe trabalhou diligentemente por quatro anos, celebrando a missa, ministrando os sacramentos e pregando em galês e inglês. Sabe-se que o jovem jesuíta, junto com o padre David Lewis, permanecia regularmente na casa de Thomas Gunter, da Cross Street, em Abergavenny. Aqui celebrou a missa e atendeu às necessidades dos católicos da região. A Igreja Católica em Abergavenny tem em seu poder um pequeno cálice itinerante que se acredita ter pertencido ao padre Evans. Ele também ficou nas casas de Charles Prodger, de Wernddu, e de Christopher Turberville, da Casa Sker, e cuidou dos católicos nesses locais.

Durante a onda de perseguição gerada pelo Popish Plot, os amigos aconselharam o padre Evans a se esconder. No entanto, ele se recusou e bravamente continuou seu trabalho. Em 4 de dezembro de 1678, o padre foi preso na Sker House, traído pelo irmão mais novo do proprietário, Edward Turberville, católico falecido. O padre foi preso em Cardiff Castle Gaol e mantido em confinamento solitário na masmorra. Depois de várias semanas, ele e outro padre galês, chamado John Lloyd, puderam compartilhar uma cela. Padre Lloyd, um padre secular, foi preso em novembro.

Em maio do ano seguinte, o padre Felipe Evans foi julgado em Cardiff Assizes, considerado culpado pelo delito de ser um padre católico e sentenciado à morte. A execução foi adiada por algum tempo e o padre Evans foi autorizado a sair da prisão para recreação. Finalmente, em 21 de julho de 1679, chegaram ordens de que sua execução ocorresse no dia seguinte. Naquela época, ele estava jogando tênis na quadra perto da Igreja de São João. Quando o carcereiro foi à quadra de tênis contar ao padre as notícias e levá-lo à prisão, o padre Evans observou: “Que pressa tem aí? Deixe-me primeiro jogar meu jogo” e assim fez.

O padre Evans tinha uma irmã, Barbara Catherine, que era uma freira azul em Paris. Quando ele retornou à sua cela após o jogo de tênis, ele escreveu para ela contando sobre sua morte que se aproximava e insistindo que ela não deveria lamentar por ele, mas que fosse feliz. Ele pediu a ela que rezasse por ele e prometeu que ele rezaria por ela.

Felipe era um habilidoso harpista e quando os oficiais chegaram na manhã seguinte para levá-lo à execução, encontraram o padre tocando harpa alegremente. Suas pernas estavam presas com correntes pesadas. Estavam tão apertadas que a luta para removê-los durou mais de uma hora e causou uma agonia indescritível ao pobre padre.

O padre Felipe Evans foi então levado ao lugar do martírio. Quando ele montou o andaime, o Padre disse: "Este é o melhor púlpito que um homem pode ter para pregar, portanto, não posso deixar de lhe dizer que morro por Deus e pela religião." Ele se dirigiu à multidão em inglês e em galês, depois se voltou para o padre Lloyd. que aguardava sua vez, dizendo: "Adeus, sr. Lloyd! Ainda que por pouco tempo, pois logo nos encontraremos novamente".

Em 22 de julho de 1679, o padre Felipe Evans, S.J., de trinta e quatro anos, foi enforcado, arrastado e esquartejado em Gallows Field (extremo norte de Richmond Road), Cardiff. Ele foi beatificado em 1929 e canonizado em 1970 pelo Papa Paulo VI. São Felipe Evans é um dos Quarenta Mártires da Inglaterra e do País de Gales.

Representação dos Quarenta Mártires da Inglaterra e País de Gales

Loading Likes...

Artigos Relacionados