S. André Kim, mártir

Resultado de imagem para santo andré kim

Mártir na Coréia e sacerdote.

Nascimento
21/08/1821, em Seul, na Coréia

Morte
16/09/1846, em Seul, na Coréia

Beatificação
1925, em Roma, pelo Papa Pio IX

Canonização
06/05/1984, em Roma, pelo Papa João Paulo II

Festa Litúrgica
16 de Setembro

Onde Foi Congregado
Em Macau, na China

A Igreja Católica na Coréia possui uma história particular, porque ela começou em 1600 fundada apenas por leigos ao lerem o livro “A Verdadeira Doutrina de Deus”, escrito pelo Pe. Mateus Ricci. Esse livro inspirou primeiramente o Leigo Lee Byeok, que acabou por fundar assim a primeira comunidade católica atuante na região.

As visitas à China continuaram e assim os Cristãos coreanos foram informados pelo bispo de Pequim de que se era necessário respeitar a hierarquia estabelecida pela Santa Sé, ou seja, eles necessitavam de um sacerdote consagrado, que acabou por ser enviado oficialmente em 1785.

A comunidade continuou a crescer de forma rápida possuindo assim milhares de fiéis que acabaram por começar a sofrer perseguições seguidas por grandes carnificinas entre 1785 e 1882 por parte dos governantes e dos poderosos inimigos da liberdade, justiça e fraternidade pregada pelos missionários.

Santo André Kim Taegon foi um sacerdote católico coreano que nasceu em uma família nobre, converteu-se ao Catolicismo aos 15 anos juntamente de seus pais. Ele sobreviveu a chacina graças aos missionários franceses e aos fiéis coreanos que o enviaram para Macau, que era uma colônia portuguesa na China.

Nesse tempo, Santo André concluiu seus estudos de teologia em Macau onde se preparou para o sacerdócio, retornou diácono em 1844 e, após uma viagem extremamente perigosa devido ao alto clima de perseguição, foi ordenado sacerdote em Xangai, o primeiro da etnia coreana, que acabou por dedicar inteiramente a sua vida para cristianizar a sua pátria.

Mas, devido às fortes perseguições, ele foi capturado, e por ser nobre, chegou até a ser interrogado pelo rei no intuito que renegasse a fé católica e entregasse seus companheiros, mas como André não o fez, foi decapitado em 1846, morrendo aos 25 anos juntamente com mais 102 companheiros missionários, tornando-se também o primeiro mártir coreano.

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *