S. Isaac Jogues, mártir

ST .RENÉ GOUPIL, Missionary

Sacerdote Jesuíta mártir no Canadá.

Nascimento

10/01/1607, em Orléans, Orléanais, Reino da França

Morte

18/10/1646, em Ossernenon, Canadá, Nova França (Canadá)

Beatificação

21/06/1925, em Roma, pelo Papa Pio XI

Canonização

29/06/1930, em Roma, pelo Papa Pio XI

Festa Litúrgica

19 de Outubro

Onde Foi Congregado

No Colégio dos Jesuítas em Orléans, França

 

São Isaac Jogues foi um missionário e mártir francês que viajou e trabalhou entre os iroqueses, hurons e outras populações indígenas da América do Norte. Ele, juntamente com São João de Brébeuf e outros missionários martirizados, foram canonizados em 1930 e ganharam o título de “Os Mártires Norte-Americanos”.

Era filho de Laurent Jogues e Françoise de Sainte-Mesmin, nascido em uma família rica sendo o quinto de nove filhos; foi educado em casa até os 10 anos de idade, onde começou a frequentar os colégios jesuítas. No ano de 1624, com a idade de 17 anos começou seu noviciado em Rouen, norte da França.

Em 1626 professou seus votos simples e começou a estudar filosofia no Colégio real de La Flèche e 7 anos depois, em 1633, foi enviado para o Collège ed Clermont, em Paris, para dar seguimento aos seus estudos em teologia e, passados três anos, em 1636, foi ordenado sacerdote em Clermont. Após a sua ordenação foi designado para a missão na Nova França onde foi atribuído como missionário para os povos huronianos e algoquinos, ambos aliados dos franceses em Quebec, juntamente com os missionários Énemond Massé e João Brébeuf.

Após saber os relatos de dificuldades, traições e torturas que geralmente esperavam os missionários na Nova França, ele só teve seu desejo de “dedicar-se ao trabalho para a conversão e bem-estar dos nativos” aumentado. No dia de 02/07, São Jogues chegou em Quebec e, após sua chegada, escreveu uma carta para sua mãe com os dizeres: “Eu não sei se é para entrar no Céu, mas isso eu sei – que seria difícil experimentar neste mundo uma alegria mais excessiva e mais transbordante do que eu sentia ao pisar o Novo Mundo e celebrar a minha primeira Missa no dia da Visitação”.

Já em 11/09, juntou-se à João de Brébeuf, que era o superior da missão jesuíta, no assentamento no Lago Huron, mas logo após a sua chegada, Isaac foi acometido pela febre. Algum tempo depois, uma epidemia atingiu outros jesuítas e os nativos da região. Por conta dessas epidemias correntes, os Huron culpavam os jesuítas e os ameaçavam de morte, mas o Padre Brébeuf conciliava a todos e, no ano seguinte, as relações melhoraram.

No dia 03/08/1642, São Jogues, São Guillaume Couture e São Renato Goupil, juntamente com um grupo de huronianos cristãos, estavam voltando para Quebec quando foram assaltados por um grupo de guerra da tribo Mohawk, inimigos dos Hurons. São Jogues havia se escondido, mas preferiu sair e se juntar aos prisioneiros para consola-los e garantir que sua fé no cristianismo não diminuísse e sim permanecesse forte.

Pouco tempo depois, no cativeiro, Jogues foi torturado e castigado com pauladas, teve suas unhas arrancadas e as pontas de seus dedos roídas até que o osso ficasse visível porque havia consolado um francês torturado. Após tudo isso, outro grupo de guerra levou os prisioneiros em uma viagem para uma aldeia Mohawk onde, nesta viagem, os prisioneiros andaram em fila indiana e eram batidos com varas e bastões. Em seguida, São Jogues e os demais foram empurrados para uma plataforma elevada onde foram ridicularizados e, apesar de tudo, São Jogues ainda teve seu polegar cortado por uma mulher nativa.

À noite, os prisioneiros ficaram amarrados em uma cabana e crianças jogaram brasas em seus corpos. Três dias depois, foram levados para outra aldeia onde foram açoitados com manoplas e tiveram suas férias espetadas por paus. Na terceira aldeia, São Jogues foi pendurado em uma tábua de madeira e quase perdeu a consciência; somente não morreu porque um iroquês teve pena dele e o libertou.

Quando retornou para França, ele foi considerado um mártir vivo pelo papa Urbano VIII que também o deu permissão para rezar a missa com sua mão mutilada, pois, durante seu cativo, perdeu dois dedos. Visitou sua mãe em Orléans mas estava ansioso para voltar as missões.

Na primavera de 1646 retornou para o território dos iroqueses juntamente com seu companheiro São Jean de Lalande, para atuar como embaixador francês para os Mohaks, e o objetivo de sua embaixada era tentar manter a paz alcançada em 1645. Após um ano de seu retorno, no dia 18/10/1646, Jogues foi morto pelos Mohawks com uma machadinha e mataram a São Lalande no dia seguinte. Os assassinos jogaram os seus corpos no rio Mohawk. Acredita-se que o assassinato foi por conta do trabalho de uma facção anti-francesa dentro da comunidade dos Mohawks.

Aliados aborígenes capturaram o assassino de São Isaac Jogues e o condenaram a morte. Durante o momento de espera de execução de sua sentença, o assassino foi batizado e nomeado com o nome de batismo do padre Isaac Jogues e sua morte representou um martírio secundário do santo.

S. Isaac Jogues

Retratação da Morte de São Isaac Jogues

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *