B. Antonio Ixida, mártir

Mártir no Japão e sacerdote (jesuíta).

Nascimento
1570, em Shimabara, Nagasaki, Japão

Morte
03/09/1632, em Nagasaki, Japão

Beatificação
07/07/1867, em Roma, pelo Papa Pio IX

Festa Litúrgica
03 de Setembro

Onde Foi Congregado
Missão dos Jesuítas em Arima, Japão

Beato Antonio Amador Ishida (ou Ixida) foi um sacerdote da Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho. Nasceu em Shimabara no ano de 1570.

Desde os 15 anos foi um seminarista que se distinguiu por suas qualidades musicais além de um grande domínio de sua língua nativa, bem como por ter uma teologia clássica e moral sérias, que foram adquiridas nas escolas de formação de Amakusa e Macau.

Antes de sua ordenação, ele mesmo se deu o compromisso do apostolado da área de Hiroshima, buscando ajudar um ou dois padres além de promover excursões pastorais por toda a região de Chugoku e parte da ilha de Shikoku.

Após o édito de expulsão em 1614, Beato Antonio continuou em Hiroshima realizando viagens apostólicas na companhia do padre Juan Bautista Porro até Janeiro de 1618. Tudo isso foi possível graças à benevolência de daimyð Fukushima Masanori, mesmo sendo este pagão.

Por esconder um nobre fugitivo chamado Akashi Pablo, Beato Antônio foi preso até Agosto de 1619, quando ocorreu a queda de Fukushima Masanori. A Companhia de Jesus foi enviada até Nagasaki onde, depois de 10 anos, Ixida foi preso em 14/11/1629.

Após superar 30 dias de tormentos nas águas sulfurosas quentes do Monte Unsen, o Beato morreu na fogueira em Nagasaki juntamente com outros 5 religiosos agostinianos e franciscanos no dia 03/09/1632.

Seus companheiros de martírio foram Bartolomé Gutierrez, Francisco Ortego, Gabriel Fonseca, Juan Jerónimo Jô e Vicente Carvalho.

Loading Likes...

Artigos Relacionados