Discurso de Pio XII aos jovens congregados

Em 29 de agosto de 1953, o papa Pio XII discursou a um grupo de congregados da Escola de São Vicentes de Rennes, França. Esse discurso foi tão forte aos jovens congregados que achamos por bem trazer aos congregados em nosso tempo.

Bem-vindos à casa de vosso pai! Vós já sabeis bem quanto amamos a Congregação Mariana e quanto valorizamos a séria formação espiritual que dá aos seus membros. Essa garantia vos deu o desejo de ouvir de nossos lábios, na Cidade Eterna, uma aprovação de vossa luta pela Perfeição Cristã dentro da Congregação Mariana, que é tão cara a vós.

Temos certeza que lestes a Constituição Bis Saeculari Die e ouvistes uma explicação a ela. Nessa Constituição, confirmamos os solenes elogios e privilégios com que nossos predecessores tantas vezes enriqueceram a Congregação Mariana. Sabemos que essa Constituição deu novo impulso a várias congregações.

Ver-vos tão ansiosos por encorajamento e direção nos inspira a dizer uma vez mais que a Congregação Mariana é sempre fecunda e produtiva. Sim, é o lugar certo para atrair corações generosos – porque ela exige isso de seus membros. Mais do que isso, a Congregação é animada por um espírito mais puro e mais profundo do Evangelho. Ela é organizada e tem regras excelentes, que são ao mesmo tempo exatas e flexíveis e baseadas em um entendimento primoroso da natureza humana e da vida espiritual.

Quando vos provais fiéis às tradições e métodos da Congregação, podeis ter certeza que respondeis aos desejos da Igreja e bebeis do verdadeiro espírito católico.

A Congregação Mariana respeita plenamente a ordem cristã dos valores. Ela valoriza e metodicamente cultiva, salvaguarda e desenvolve, antes de tudo, a vida interior, uma vida de oração e combate espiritual sob a sombra da Imaculada, uma vida de obediência e humildade sob exemplo da Serva do Senhor, uma vida de alegria e caridade no espírito do Magnificat e da Visitação.

A ação, sem a qual não há verdadeira congregação mariana, deve brotar de uma intensa vida interior. De uma maneira concreta, a ação deve expressar a caridade de origem sobrenatural, a caridade que é devotada, paciente e eficaz. Vós guardais esse espírito, e por isso Deus seja louvado, pois sois verdadeiramente soldados da Santíssima Virgem.

Vós sois felizes de pertencer a uma família espiritual que possui tantos heróis e santos. Considerai uma graça especial que, nesse tempo em que vossa personalidade se forma e se firma, podeis encontrar um ideal sublime de serdes cavaleiros de Maria e, ao mesmo tempo, um sólido e seguro plano para perseguir esse ideal. 

Qualquer que seja o lugar e papel que Deus reserva para vós na sociedade e na Igreja, que vós tenhais sempre a coragem de usar generosamente o talento que vos foi dado, de acordo com o espírito e a prática da Congregação Mariana. Esse desejo que temos, confiamos a Santíssima Virgem Maria enquanto concedemos a vós e a todos os vossos nossa paternal benção apostólica

Pio XII em seu discurso de 29/08/1953
Tradução por um congregado mariano

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *