S. José Pignatelli, confessor

Nascimento

27/12/1737, em Zaragoza, Espanha

Morte

15/11/1811, em Roma, Itália

Beatificação

21/03/1933, pelo Papa Pio XI

Canonização

12/06/1954, pelo Papa Pio XII

Festa Litúrgica

15 de Novembro

Onde Foi Congregado

Colégio dos Jesuítas em Zaragoza, Espanha

São José Pignatelli ou Giuseppe Pignatelli (em italiano), foi um padre jesuíta e um dos maiores contribuidores da Companhia de Jesus, dedicando-se ao ensino das letras e aos ministérios apostólicos. Liderou a Companhia de Jesus enquanto estava em isolamento e exílio, ao passo que, após o fim do período de expulsão, supervisionou e comandou o processo de restauração da Sociedade fundada por Santo Inácio de Loyola e devido a isso ele é considerado o segundo fundador da Companhia de Jesus.

Filho de Francisca Moncayo e Don Antonio di Pignatelli, uma nobre espanhola e um nobre italiano, ficou órfão aos 9 anos e com 15 entrou para o mosteiro da Companhia de Jesus em Tarragona, na Espanha. Quando completou 25 anos foi ordenado sacerdote e designado para trabalhar entre os pobres em Zaragoza, na sua cidade natal.

O episódio mais difícil que enfrentou, como jesuíta, foi a expulsão dos sacerdotes da Espanha pelo rei Carlos III em 1767 e, juntamente com seus colegas, foram forçados a deixar Córsega pois foram expulsos pelos franceses que controlavam a região. Então, após serem expulsos foram para Ferrara, na Itália, onde passaram a viver. Um pouco depois, o Papa Clemente XIV dissolveu a Companhia de Jesus.

Durante os 20 anos em que a Companhia ficou dissolvida, São José, que morou em Bolonha, ajudou e fortaleceu seus colegas jesuítas que estavam desfavorecidos no exílio. O santo sempre se esforçou para fortalecer seus companheiros de forma contínua, para que eles permanecessem santos e fiéis aos seus votos de santidade. Na Rússia, houve um evento no qual a Companhia não se dissolveu por causa da proibição feita pela Rainha Katerina contra a divulgação das cartas contendo ameaças de opressão aos padres jesuítas. Logo, os jesuítas continuaram realizando seus trabalhos no país.

No ano de 1792, o Príncipe de Parma convidou 3 padres jesuítas da Itália para que eles fossem ao país e reestabelecessem sua união lá, ato este que foi apoiado pelo papa Pio VI, o eleito para substituir o papa Clemente XIV.

O próprio São José Pignatelli agiu como o Superior da Companhia de Jesus e, desde então, a Companhia começou a viver novamente na Itália. Como primeiro passo, São José abriu o noviciado em Colorno em 1799 e dois anos depois, em 1801, ele testemunhou a ratificação do restabelecimento da Companhia de Jesus na Província da Rússia pelo Papa Pio VII. Em 1804, após um grande esforço, ele conseguiu restabelecer a Companhia em Nápoles.

O momento áureo de sua vida foi quando na ida a Roma fora nomeado jesuíta provincial para toda a Itália. Após este ato, ele tentou renovar a Companhia na Sardenha e protegê-la das colônias Francesas. Após ter passado por tudo, a Companhia foi plena e oficialmente restaurada pela Igreja em 1815.

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *