S. Marcos Crisino, mártir

Mártir na Hungria e sacerdote.(jesuíta).

Nascimento
1589, em Križevci , Reino da Croácia , Império Habsburgo

Morte
07/09/1619, em Cidade Livre Real de Kassa, Reino da Hungria

Beatificação
15/01/1905, em Roma, pelo Papa Pio X

Canonização
02/07/1995, em Roma, pelo Papa Pio X

Festa Litúrgica
07 de Setembro

Onde Foi Congregado
Missão dos Jesuítas em Graz, Áustria

São Marki Stjepan Krizin – Marcos Crisino (ou Marko Križevčanin) foi um sacerdote católico romano croata que nasceu em  Križevci, no reino da Croácia. Começou seus estudos no colégio dos jesuítas em Viena e depois na Universidade de Graz, onde tornou-se doutor em Filosofia e juntou-se à Congregação Mariana.

Ele decidiu tornar-se padre e por isso, como candidato às Ordens Sacras da Diocese de Zagreb, mudou-se para Roma onde frequentou o famoso Collegium Germanicum et Hungaricum estudando lá de 1611 a 1615.

Seu martírio consistiu devido a uma revolta contra a monarquia dos Habsburgos que se tornou uma rebelião em 13/07/1619 liderada pelos calvinistas que acusaram falsamente a minoria católica de incêndios criminosos. Nessa época, Marcos estava hospedado na Igreja Jesuíta da Santíssima Trindade acompanhado de dois jesuítas que ministravam aos católicos da cidade.

Por instigação do ministro calvinista chamado Alvinczi, chefe da câmara Municipal Reyner, exigia-se a execução de todos os católicos da cidade, e mesmo com maioria dos protestantes posicionando-se contra tal abate, a execução dos sacerdotes foi aprovada por eles.

O comandante George Rákóczy prometeu a Crisino uma propriedade da igreja se ele renunciasse à Igreja Católica e se convertesse ao Calvinismo, porém Marcos negou e tanto ele quanto seus companheiros jesuítas foram torturados e decapitados em seguida.

As notícias sobre o seu martírio invadiram a Hungria, chocando católicos e protestantes. Apesar de muitos apelos, o príncipe Gabriel recusou-se a permitir que fossem enterrados em solo consagrado. Ele permitiu que eles tivessem um enterro apropriado somente quando perguntados pela Imperatriz Katalina Pálffy, seis meses depois.

Os restos mortais dos mártires de Košice agora descansam em vários locais, incluindo a Basílica de Esztergom e a Igreja Ursulina de Santa Ana em Trnava. A festa de São Marko Križevčanin é no dia 7 de setembro, celebrada regularmente com uma semana de festividades em Križevci .

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *