Crisma e Missa no Rito Tradicional na Catedral de Manaus

Ecce sic benedicetur omnis homo, qui timet Dominum.

“Deixai-vos ficar na cidade, até serdes revestidos da força que vem do alto”, disse Nosso Senhor Jesus Cristo aos apóstolos somente após serem batizados, comenta S. Agostinho. Apenas após recebermos a graça da filiação divina através do batismo é que podemos crescer em virtude e santidade da graça através do sacramento da Confirmação, que confere aos cristãos graças especiais e os dons do Espírito Santo, cada um conforme a sabedoria divina.

É o Sacramento da confirmação um dos três, além do batismo e da ordem, que confere caráter à alma: “Foi Deus quem nos ungiu, quem nos marcou com o Seu selo, e pôs em nossos corações o penhor do Espírito”, diz o apóstolo. Com estas palavras “nos marcou com Seu selo”, designa bem claramente este caráter que imprime o sacramento. Completa ainda o Catecismo Romano: Caráter é, pois, uma espécie de distintivo gravado na alma, que nunca pode apagar-se, e nela se conserva para sempre. Santo Agostinho faz a seguinte comparação: “Terão os Sacramentos cristãos menos valor, do que a marca que o soldado recebe? Quando um soldado desertor volta às fileiras, não se lhe imprime nova marca, porque a antiga serve de sinal para conhecer e identificar”. Este sacramento faz do cristão um soldado, marca-o com caráter novo; é como o uniforme militar das almas, sempre em luta contra os inimigos de Deus. Esse caráter militar permanece nos soldados depois da vitória: glória para os vencedores e desonra para os vencidos, diz S. Tomás.

Este sacramento está intimamente ligado à vida de oração e ao apostolado, o caráter da Confirmação nos arma soldados de Cristo; apresta-nos para anunciar e defender o Seu nome, para lutar contra o inimigo em nosso interior, e contra os espíritos malignos nas alturas; distingue-nos, ao mesmo tempo, dos neo-batizados que são ainda, por assim dizer, criancinhas recém-nascidas.

A Congregação Mariana organizou, no último dia 18 de outubro, a Crisma na Catedral de Manaus, ministrada pelo arcebispo metropolitano de Manaus D. Sergio Eduardo Castriani, no Rito Romano Tradicional. Os 19 jovens que receberam o caráter de soldados de Cristo prepararam-se nas turmas de catecismo da Congregação Mariana no último ano. Devidamente preparados, foram recebidos pelo arcebispo na catedral em um dia histórico na Arquidiocese de Manaus.

O rito tradicional do sacramento da Confirmação inicia com uma breve alocução do bispo, que foi realizada pelo padre diretor da Congregação Mariana, pe. Jacinto Oliveira. Na alocução, explicou sobre o sacramento do Crisma e os dons que Deus concede aos cristãos que o recebem, reiterando que ao receberem o Espírito Santo, devem afastar-se do espírito do mundo e do que não é conforme a vontade de Nosso Senhor. Após a alocução, é entoado o hino Veni Creator, que é seguido pela invocação que o bispo faz voltado para os crismandos e depois a imposição de mãos, marca deste sacramento, que o bispo faz dizendo a oração Omnipotens sempiterne Deus e a oração Adimple eos Spiritu timoris tui.

Após estas orações, os crismandos se aproximam do altar, primeiro os homens, depois as mulheres, acompanhados de seus padrinhos e recebem do bispo o sacramento da confirmação. Ajoelham-se diante do bispo que, com o santo Crisma, marca os crismandos com a cruz dizendo:

N. Signo te signo Cru ✠ cis: Et confírmo te Chrismáte salútis: In nómine Pa✠tris, et Fí✠lii, et Spíritus ✠ Sancti.
N. Eu te Marco com o Sinal da Cruz ✠ e eu te confirmo pelo Crisma da salvação em nome do Pai ✠ e do Filho ✠ e do Espírito ✠ Santo.

O bispo bate, em seguida, no rosto do crismando, gesto que é um apelo ao apostolado, e diz:

Pax tecum
A paz seja convosco

Após todos receberem o sacramento da confirmação, o bispo segue para o lavabo, enquanto o coro entoa o hino Confirma Hoc. Em seguida o bispo, voltado para o altar, recita a oração Deus qui apostolis tuis e então dá a bênção. Por fim, reza o Credo, Pater Noster e Ave Maria com os recém confirmados.

Após ministrar o Crisma, o arcebispo permaneceu para assistir à Santa Missa também no Rito Romano Tradicional e cantada, celebrada pelo pe. Jacinto Oliveira, em honra a S. Lucas Evangelista, cujo dia litúrgico era celebrado. A Santa Missa no Rito Tradicional não era celebrada na catedral de Manaus desde a reforma litúrgica. Naquele mesmo altar onde, desde os primórdios de Manaus, foi oferecido a Deus um sacrifício agradável, aquele altar que parecia esquecido, nos fundos da catedral, aos pés da bela imagem de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, recebia novamente este santo sacrifício na presença do arcebispo.

Ao fim da Missa o arcebispo, apesar das dificuldades físicas e do cansaço, se mostrou muito satisfeito e contente pelo grande número de jovens presentes na catedral para a Crisma e Missa no rito tradicional e deu uma bênção ao sacerdote e aos acólitos. Rogamos a Deus que conceda a D. Sergio as graças que lhe são necessárias para si e para o governo da arquidiocese.

Neste ano de 2019 a Congregação Mariana realizou batizados, primeiras comunhões e crisma no rito romano tradicional. Com isso, concluímos as turmas de catecismo deste ano. Faremos um breve recesso e iniciaremos novas turmas em dezembro. Os interessados podem entrar em contato pelo email contato@salvemaria.com.br. As turmas de catecismo são realizadas semanalmente, seguindo o catecismo de S. Pio X e o Catecismo Romano do Concílio de Trento.

 

Entrada do Arcebispo na catedral e aspersão dos fieis

O arcebispo para diante do Santíssimo Sacramento para breve adoração

O arcebispo é paramentado e recebe as insígnias episcopais

O pe. Jacinto Oliveira, diretor da congregação mariana, realiza alocução aos crismandos

Coro gregoriano S. Pio X, da congregação mariana

Crismandos e padrinhos

O arcebispo confere o sacramento da Confirmação aos crismandos

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *