São Bernardino Realino, confessor

Confessor e sacerdote (jesuíta), apóstolo da cidade de Lecce na Itália onde fundou e dirigiu várias Congregações Marianas.

Nascimento
01 de dezembro de 1530 em Carpi, Modena, Itália

Morte
02 de julho de 1616 em Lecce, Nápoles, Itália (85 anos)

Beatificação
12 de janeiro de 1896 pelo papa Leão XIII

Canonização
22 de junho de 1947 pelo papa Pio XII

Festa Litúrgica
3 de junho

Onde foi Congregado
Fundador e Diretor de Congregações Marianas em Lecce, Itália

São Bernardino Realino foi um padre católico romano italiano e professor dos jesuítas. Sua carreira inteira foi focada na sua dedicação nas regiões de Nápoles e Lecce. Seguiu e viveu uma carreira na lei e serviu em várias capacidades municipais, ou seja, serviços públicos, antes de sentir o chamado para a vida jesuíta e receber o sacerdócio em Nápoles. Várias vezes foi apelidado como o “Apóstolo de Lecce” devido ao seu compromisso com os pobres e suas habilidades de pregação.

Nasceu em Carpi no dia 01/12/1530. Seu pai foi o colaborador do cardeal Cristoforo Madruzzo. Frequentou primeiramente a escola em Modena e começou seus estudos sobre filosofia e medicina em Bolonha. No meio do caminho chegou a fazer e se graduar em direito por ser persuadido pela mulher que amava. Graduou-se tanto em Direito civil quanto canônico pelo colégio de Bolonha, em 1556.

Quando foi para Nápoles, ouviu um pregador jesuíta, que conduzia um sermão, que o motivou a seguir o caminho do sacerdócio. Durante a confissão, o sacerdote percebeu sua inclinação para a vida religiosa e, juntamente com alguns padres jesuítas, convidou-o, em agosto de 1564, a realizar uma semana de retiro com eles, e lá, Bernardino consolidou seu chamado.

Juntou-se aos jesuítas em 13/10/1564 e começou seu período de noviciado. Em outubro de 1566 fez seus votos e no dia 24/05/1567 foi ordenado sacerdote. Foi nomeado por São Francisco Bórgia como mestre dos noviços em Nápoles e mais tarde, em 1574, foi enviado para fundar uma casa e um colégio jesuíta em Lecce.

Em 1583 iniciou um movimento sacerdotal para que os padres diocesanos promovessem suas virtudes e aperfeiçoassem sua educação teológica moral para melhor atuação como confessores e pregadores.

Em 1610 sofreu uma queda na qual deu origem a duas feridas que nunca mais cicatrizariam, próximo de sua morte, seu sangue foi retirado, de suas feridas, e colocado em frascos de vidro. Sua saúde declinou em junho de 1616. Em seu leito de morte, os magistrados de Lecce lhe perguntaram duas vezes se ele seria o patrono da cidade quando entrasse no Paraíso. Bernardino não pôde falar, mas assentiu em aprovação e morreu sussurrando: "Gesú ... Maria".

Sua Beatificação aconteceu em 12/01/1896, em Roma, pelo Papa Leão XIII e sua canonização no dia 22/06/1947, em Roma, pelo Papa Pio XII.

São Bernardino Realino fundou e dirigiu inúmeras congregações marianas em Lecce

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *