Quinze vantagens de ser congregado

O Santo Padre Bento XV, falando às Congregações de Roma na ocasião de seu 40º aniversário de Consagração na Congregação, declarou que foi informado que havia, na época, quarenta mil congregações com mais de sete milhões de membros. O Santo Padre urgiu todos os que pudessem a se candidatar a ingressar em uma congregação, enfatizando o fato de que ela é útil aos dois sexos, a todas as classes de pessoas, homens e mulheres, ricos e pobres, influentes e desconhecidos e enfatizando, ainda o grande bem que as Congregações bem organizadas e bons congregados podem fazer.

O Santo Padre urgiu, por fim, aos bons católicos a se unirem à Congregação e, uma vez membros, a trabalharem pela sua própria santificação e salvação e pela salvação do próximo, conforme a tradição da Congregação, declarando que somente quem luta pela perfeição cristã e pela própria santificação, também realizando as obras de misericódia corporais e espirituais de acordo com as necessidades, são dignos do nome de congregados.

Já expusemos os inúmeros benefícios de ser congregado, além da grande alegria de ser fiel ao espírito da Congregação. A lista abaixo, encontrada nos panfletos das congregações marianas de Roma na época de Bento XV, pode auxiliar a compreendermos melhor a grandeza desta vocação.

Vantagens de se tornar Congregado
  1. Uma íntima união com os milhões de congregados do passado ao redor de todo mundo, incluindo vasto número da hierarquia, clero e religiosos e os melbros e mais santos entre os leigos, homens e mulheres;
  2. A oportunidade de ganhar as ricas e numerosas indulgências da Congregação, incluindo mais de 100 indulgências plenárias anualmente, além de muitas indulgências parciais;
  3. A oração dos congregados no Céu, que agora devem superar muitos milhões;
  4. Uma especialíssima e singular proteção de Nossa Senhora, a quem os congregados se consagram de maneira particular
  5. Uma sábia direção do Diretor e o bom exemplo dos irmãos congregados;
  6. O benefício de participar de reuniões e instruções, e a oportunidade de participar das boas obras da congregação;
  7. A chance de ajudar e influenciar outros para o bem, ao se tornar um congregado exemplar;
  8. A proteção contra a tentação e o encorajamento do bem, que vem pelo pensamento da presença de Deus dado pelas regras e pelo pensamento de que o congregado está inscrito na íntima e seleta família de Nossa Senhora;
  9. A graça da perseverança, que os especialmente devotados a Nossa Senhora podem esperar com maior fervor;
  10. Muitas graças especiais que Deus dará aos congregados pela intercessão da Santíssima Virgem, sua Mãe;
  11. Muitas vantagens temporais, como os benefícios de pertencer a uma associação católica, a ajuda mútua, o conselho na necessidade, o apoio nas dificuldades, as vantagens das seções, o encorajamento do estudo e da leitura cristã, pela biblioteca e, em particular, uma boa companhia entre os irmãos congregados, fonte de tantas graças e motivo de tanta alegria e segurança contra a influência dos maus;
  12. Após a morte, orações e missas oferecidos pela Congregação aos membros falecidos;
  13. A firmeza necessária das Regras e da Sólida Devoção vivida pela Congregação, provada ao longo de toda sua história;
  14. A intensa vida sacramental exigida pelas regras na participação frequente à Santa Missa e à Confissão;
  15. Como disse S. Bernardo e S. Afonso:

    Ali vive o homem mais puro: cai menos vezes em pecado; quando cai, é menos gravemente; levanta-se mais depressa; anda com mais precaução; tem mais sossego de espírito; é mais orvalhado com a chuva da divina graça; satisfaz mais a Deus e abrevia o purgatório; morre com maior confiança e alegria e é coroado de maior glória no Céu

    Em forma geral”, diz-nos Santo Afonso, “encontramos mais pecados em alguém que não é congregado que em vinte que são

 

Pe. Garesché, Social Organization in Parishes
Tradução e ampliação por um congregado mariano

Este artigo foi produzido por um congregado da Seção da Boa Imprensa da Congregação Mariana da Imaculada Conceição e Santo Afonso de Ligório, Manaus, Amazonas. A reprodução deste conteúdo é livre, desde que se cite a fonte de origem. Para contato, envie-nos um e-mail

Loading Likes...

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *